João Pessoa
Feed de Notícias

Presidente da CAPES receberá Medalha de Mérito Universitário da UEPB

quarta-feira, 5 de maio de 2010 - 14:20 - Fotos: 

O presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), professor doutor Jorge Almeida Guimarães, será homenageado nesta sexta-feira (7) pela Universidade Estadual da Paraíba  (UEPB), em Campina Grande. Ele receberá, na ocasião, a Medalha de Mérito Universitário pela sua grande contribuição à Pós-Graduação brasileira.

A homenagem acontecerá às 11h30, no Auditório da Biblioteca Central da UEPB, em Bodocongó, com a participação da reitora Marlene Alves, durante a programação do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação da Região Nordeste (FOPROP/NE), entidade representativa das instituições de ensino superior no fomento e desenvolvimento à pesquisa e à pós-graduação.

A Medalha de Mérito é concedida pela Instituição através de Resolução do Conselho Universitário (CONSUNI), quando do reconhecimento de membros da comunidade universitária por relevantes serviços prestados à UEPB. Presidente da CAPES desde 2004, Jorge Almeida Guimarães, desenvolveu pesquisas em Química de macromoléculas, Proteínas, Enzimologia e Farmacologia bioquímica e molecular. Além disso, é Médico Veterinário pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Especialista em Fisiologia de Microorganismos pela Universidade Federal do Paraná e Doutor em Ciências pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal do Estado de São Paulo. Hoje, é professor emérito Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), além de detentor de diversos prêmios e condecorações pelos trabalhos prestados.

Segundo a pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da UEPB, professora Marcionila Fernandes, é a primeira vez que o professor Jorge Almeida vem à Paraíba na condição de presidente da CAPES, bem como participa do Fórum na região Nordeste. Para ela, a atual homenagem da UEPB ao professor é mais do que merecida, pois “é uma maneira de reconhecer o valor e o incentivo que nos foi concedido em áreas estratégicas, o que permitiu de maneira direta que a pós-graduação na UEPB crescesse expressivamente nos últimos anos”, ressaltou.

Marcionila acrescentou, ainda, a importância da atuação da CAPES junto ao Ensino Básico, através de uma proposta que permite a participação da Coordenação na formação inicial e continuada de profissionais do magistério da educação básica.
 

Integração entre CAPES e UEPB

Ela afirmou que esta foi uma grande vitória para a educação e que é preciso celebrar esta integração, que em muito tem melhorado o segmento. Os ecos dessa ação positiva podem ser encontrados na UEPB, detentora de mais de 24 cursos de licenciatura e aproximadamente 25 cursos de pós-graduação, entre especializações, mestrados e doutorados interinstitucionais.

A CAPES desempenha papel fundamental na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todos os estados da Federação. As atividades podem ser agrupadas em quatro grandes linhas de ação, cada qual desenvolvida por um conjunto estruturado de programas: avaliação da pós-graduação stricto sensu; acesso e divulgação da produção científica; investimentos na formação de recursos de alto nível no país e exterior; promoção da cooperação científica internacional.

A CAPES tem sido decisiva para os êxitos alcançados pelo sistema nacional de pós-graduação, tanto no que diz respeito à consolidação do quadro atual, como na construção das mudanças que o avanço do conhecimento e as demandas da sociedade exigem.

O sistema de avaliação, continuamente aperfeiçoado, serve de instrumento para a comunidade universitária na busca de um padrão de excelência acadêmica para os mestrados e doutorados nacionais. Os resultados da avaliação servem de base para a formulação de políticas para a área de pós-graduação, bem como para o dimensionamento das ações de fomento (bolsas de estudo, auxílios, apoios).

FOPROP/ NE começa nesta quinta

O Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação da Região Nordeste (FOPROP/NE) acontecerá no Auditório da Biblioteca Central da UEPB, instalado no Campus I, em Bodocongó, nos dias 06 e 07 de maio. Durante os dois dias do evento, aberto a todos os interessados, os participantes avaliarão e discutirão, através de mesas redondas e conferências, o Plano Nacional de Pós-Graduação para o decênio 2010-2020.

Participarão da abertura do evento, às 09h, a reitora da UEPB, Marlene Alves de Sousa Luna; o reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Thompson Fernandes Mariz; a pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, Marcionila Fernandes; e a coordenadora do FOPROP/NE, professora Edna Maria da Silva.

De acordo com a pró-Reitora Marcionila Fernandes, o evento vem destacar o reconhecimento da UEPB como uma interlocutora da política de pós-graduação no Nordeste. "Teremos a oportunidade de sugerir e contribuir para o aprimoramento da pós-graduação no Brasil", explicou.

                                Da Assessoria de Imprensa da UEPB