João Pessoa
Feed de Notícias

Presidente da Associação Comercial de CG diz que medidas são corretas

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 - 16:25 - Fotos: 
Os cortes nas despesas com pessoal e custeio promovidos pelo Governo do Estado para assegurar o equilíbrio financeiro da Paraíba foram avaliados como corretos pelo empresário Luiz Alberto Leite, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande. Ele apresentou ao secretário de Interiorização e Ação de Governo, Adriano Galdino, sugestões visando incrementar o setor produtivo na cidade.          

“Todos nós estamos apoiando essas medidas. Empresarialmente são medidas acertadas. Se você não tiver recurso para pagar as despesas, o certo é cortar gastos. O Governo tenta ajustar a economia do Estado”, afirmou Luiz Alberto. Para ele, a regra básica da economia é garantir as receitas. Com ela, pagar as despesas e, com a sobra, fazer investimentos. “Todos nós estamos esperançosos no sentido de que isso seja cumprido pelo Governo”, disse o presidente da ACCG.    

Na reunião com os empresários, na sede da ACCG, o secretário Adriano Galdino ouviu dos empresários a preocupação com a necessidade urgente da implantação de um novo Distrito Industrial, que possa permitir a ampliação das instalações das fábricas locais e atrair novos investimentos. Outro anseio da classe empresarial campinense é a implantação do Porto Seco, que deverá ficar localizado numa área de 31 hectares, nas proximidades da alça que faz a ligação com a BR-230.

Outra preocupação exposta pelos empresários na reunião com o secretário estadual é com relação ao comércio eletrônico. Os dirigentes da Associação Comercial alertaram que o Governo Estadual está no prejuízo, uma vez que o imposto gerado sobre as compras feitas eletronicamente na região sudeste fica no estado de origem da mercadoria.

Adriano Galdino informou ao presidente da ACCG que sua missão como secretário é aproximar o governo da sociedade e que o governador Ricardo Coutinho tem por esta cidade o maior apreço. “E como a Associação Comercial é a caixa de ressonância da classe empresarial, estou aqui para ouvir e encaminhar as reivindicações do segmento” enfatizou Galdino.