Fale Conosco

30 de agosto de 2011

Prefeitos destacam Pacto Social como avanço na educação e saúde



Os prefeitos que assinaram os convênios nesta terça-feira (30), em Campina Grande, ressaltaram que o Pacto pelo Desenvolvimento Social é um avanço nas áreas de educação e saúde e vai melhorar a condição de vida da população. O presidente da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), Rubens Germano, falou em nome dos prefeitos durante a solenidade na sede da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep).

Para Germano, que é prefeito de Picuí, além de atacar os problemas sociais de frente, o Governo do Estado atua de forma democrática ao habilitar prefeitos de todos os partidos para receber os convênios e definir a liberação dos recursos, a partir de critérios técnicos. “Deve-se ressaltar que essa modalidade de pactuação é inédita na Paraíba, em que, através de editais, o município se habilita. O problema em Picuí é diferente de Campina Grande, Caturité, Lagoa Seca e demais cidades”, explica o prefeito.

O presidente da Famup ainda assinalou que cada gestor deve ter consciência de seus indicadores e aquilo que pactuou. “Nós temos 21% de analfabetos na Paraíba. Se nós reduzirmos os índices nos municípios, eles vão cair também no Estado”, pontuou Rubens Germano.

Paradigma – O prefeito de Aroeiras, Gilseppe Oliveira, disse que o governador Ricardo Coutinho quebrou o paradigma político-administrativo, na Paraíba, ao lançar o Pacto pelo Desenvolvimento Social e celebrar convênios com todas as prefeituras independente da filiação partidária do gestor. A cidade foi contemplada com um projeto na educação para reparos e manutenção da Escola da Vila de Pedro Velho e construção de salas de aula. Na área da saúde, Gilseppe assinou convênio com o governo para aquisição de equipamentos e material permanente, além da reforma do hospital. “É um avanço extraordinário”, afirmou o gestor.

Para o prefeito de Pocinhos, Arthur Galdino, o Pacto vai revolucionar, pois tem uma visão coletiva dos problemas e age de forma pactuada para resolvê-los, a fim de assegurar a redução dos índices sociais e a melhoria na qualidade de vida, inicialmente na saúde e educação.

O prefeito de Matinhas, Aragão Júnior, opinou que os convênios firmados com o Estado vão permitir que os municípios possam atenuar problemas históricos na áreas sociais. Ele destacou a aprovação de dois projetos. O primeiro destina recursos para reforma e ampliação da Escola Alfredo Cavalcante com a construção de salas de aula e reforma do pátio. Matinhas também vai receber investimentos do Governo do Estado para equipar o centro de saúde.

Edvard Herculano, gestor de Lagoa Seca, comentou que os investimentos do Governo do Estado na educação e saúde são essenciais para o desenvolvimento social do município. “Nós temos o hospital. Agora com o Raio-X, laboratório funcionando e a unidade com atividade plena vai ser bom para Lagoa Seca, as cidades vizinhas e vamos diminuir o transporte de pacientes para Campina Grande” , frisou Herculano.