João Pessoa
Feed de Notícias

Pré-Conferência Nacional elege paraibano no Rio de Janeiro

segunda-feira, 8 de março de 2010 - 09:30 - Fotos: 
O Rio de Janeiro foi a cidade que sediou, de 26 a 28 de fevereiro de 2010, a I Pré-Conferência Nacional Setorial de Museus e Memórias, ocorrida no país e organizada pelo IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus, para fomento da articulação de estratégias e ações do campo museológico e de memórias sociais e culturais, que serão integradas ao Plano Nacional de Cultural na II Conferência Nacional de Cultura que ocorrerá de 11 a 14 de março de 2010 em Brasília/DF.

A Pré-Conferência reuniu 3 representantes da sociedade civil e 1 um representante do estado, por cada unidade da federação, convidados e observadores do evento no Hotel Windsour Guanabara, onde os temas seguiu a sistemática proposta para a II Conferência Nacional de Cultural, divida por eixos temáticos: Eixo I – Produção Simbólica e Diversidade Cultural, Eixo II – Cultura, Cidade e Cidadania, Eixo III – Cultura e Desenvolvimento Sustentável, Eixo IV – Cultura e Economia Criativa, Eixo V – Gestão e Institucionalidade da Cultura.

A Paraíba foi representada por Martha Smith do IPHAEP, Maria Botelho da casa do Artista Popular, Sandra Valéria que representou os museus do Estado e do Rio Grande do Norte e, por último, Átila Tolentino, delegado da Sociedade Civil, que teve uma expressiva votação no segmento de museus e memórias, sendo consagrado o delegado eleito que irá representar a região Nordeste na II Conferência Nacional de Cultura.

A seguir as diretrizes aprovadas na Pré-Conferência Setorial de Museus e Memórias a serem levadas à II CNC:

 
Eixo 1- Produção Simbólica e Diversidade Cultural – Assegurar o registro e a valorização da memória dos diferentes grupos sociais, fortalecendo e garantindo a manutenção dos museus, espaços e centros culturais, com ênfase em comunidades menos favorecidas.
Eixo 2- Cultura, Cidade e Cidadania – Ampliar, qualificar e melhorar o investimento nos quadros de profissionais da ação educativa e do serviço sociocultural dos museus e demais espaços de memória.

Eixo 3- Cultura e Desenvolvimento Sustentável – Promover políticas públicas que garantam a gestão museal e o acesso a mecanismos de fomento e financiamento direcionados para a diversidade e o patrimônio cultural, os direitos humanos e a cidadania, integrando a economia, a museologia, a educação, a arte, o turismo, a ciência e tecnologia, visando ao desenvolvimento local e regional, bem como à  sustentabilidade cultural e ambiental.

Eixo 4- Cultura e Economia Criativa – Fomentar a relação museu-comunidade, considerando a função social dos museus, produzindo novas perspectivas de geração de renda pautadas em produtos e serviços, que aproveitem potencialidades, saberes e fazeres, nesse sentido criando Fundo Setorial de Museus em âmbito federal, estadual, municipal e distrital voltado para entidades governamentais e não governamentais, a fim de garantir a sustentabilidade de seus planos museológicos, plurianuais e destacando a manuteção dessas instituições.

Eixo 5- Gestão e Institucionalidade da Cultura – Garantir a continuidade da política nacional de museus e a implantação do Estatuto de Museus, respeitando a diversidade regional, com a ampliação dos investimentos na área.  

Da assessoria da SSC