João Pessoa
Feed de Notícias

Porto de Cabedelo paga dívidas de administrações passadas

segunda-feira, 26 de abril de 2010 - 10:35 - Fotos: 

Com a finalidade de restituir sua regularidade fiscal e garantir sua reabilitação junto às instituições de crédito do país, o Porto de Cabedelo, que a pouco mais de um ano estava totalmente desequilibrado financeiramente e com uma dívida que passava de R$ 5 milhões, acaba de resgatar sua idoneidade financeira junto à Secretaria de Receita Federal do Brasil (RFB) e ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A notícia animou a diretoria da Companhia Docas da Paraíba, que administra o Porto, visto que o terminal paraibano agora tem todas as Certidões Negativas de débitos de tributos e contribuições federais, suspensa desde 2002, para a sua habilitação em solicitações de crédito junto a diversas instituições voltadas a concessão do benefício. Para o diretor presidente da Cia Docas/PB, Wagner Breckenfeld, a implementação de uma série de medidas saneadoras foram determinantes para essa nova realidade.

“Foi através de várias medidas de saneamento fiscal, que incluíram a austeridade nas compras, o corte de despesas não essenciais e, principalmente, a clareza nos objetivos e metas na administração da coisa pública, que tornamos essa realidade possível”, justificou Wagner, que com pouco mais de um ano de administração do Porto de Cabedelo, alcançou o equilíbrio financeiro do terminal e o pagamento de uma dívida que chegou ao patamar de R$ 5 milhões devido a ingerências anteriores.

Segundo ele, as pendências de financeiras em nome do Porto eram referentes, essencialmente, a débitos com o INSS e a Receita Federal, visto que administrações anteriores deixaram de recolher os devidos impostos e que agora estão sendo pagos parceladamente. “Estamos conseguindo pagar as dívidas deixadas por administrações anteriores, através de parcelamentos mensais. Com isso, estamos mostrando que é possível não apenas sanar problemas herdados de gestões passadas, mas também que o Porto pode ser superavitário e contribuir de forma expressiva  para o desenvolvimento do Estado. Basta acompanhar as transformações e os balancetes”, disse Wagner.

Política voltada  para a modernização

Diferente do que era comentado e encontrado no Porto de Cabedelo, cujo desenvolvimento foi estancado devido à sua desastrosa situação financeira, que inclusive deixou escapar diversas possibilidades de investimento para seu crescimento, hoje o Porto tem uma política voltada para a sua modernização e integração nacional, e isto inclui o seu saneamento financeiro e sua habilitação perante às instituições credoras, que passou a ser uma das prioridades da atual gestão.
 
“Quando assumimos o Porto, as condições em que se encontravam os contratos comerciais, equipamentos, instalações e relacionamento com operadores portuários e órgãos fiscalizadores mostravam-se totalmente deficiente e atrasada. Sem os investimentos necessários para o seu desenvolvimento, perdidos diversas vezes em razão da falta de crédito diante das instituições, o Porto não tinha como avançar. Hoje a realidade é bastante diferente e animadora”, concluiu Wagner Breckenfel, referindo-se a atual posição do Porto de Cabedelo no cenário do transporte marítimo nacional e até internacional.

Da Assessoria de Imprensa do Porto de Cabedelo