João Pessoa
Feed de Notícias

Porto de Cabedelo é primeiro em crescimento do Nordeste

quinta-feira, 22 de agosto de 2013 - 11:45 - Fotos:  Kleide Teixeira/Secom-PB

O Porto de Cabedelo ocupou, no primeiro semestre deste ano, o primeiro lugar em crescimento do Nordeste. A movimentação no terminal colocou a cidade de Cabedelo como a 5ª maior da Região, movimentando quase 16% a mais que o Porto do Recife. Segundo dados da Companhia Docas da Paraíba, até junho deste ano, 89 navios atracaram em Cabedelo. A expectativa é que, até o fim do ano, sejam movimentadas mais de 2 milhões de toneladas no porto.

De acordo com o presidente da companhia Docas da Paraíba, Wilbur Jácome, no primeiro trimestre deste ano, o porto registrou um acúmulo de carga de 645 mil toneladas, um crescimento de 80% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Estamos em constante crescente. Fechamos o primeiro semestre com um aumento de 16%, o que representa um crescimento três vezes maior da média registrada pelo Nordeste. A Paraíba tem se configurado como um dos Estados que mais cresceram em políticas para investimentos privados, em que mais de 2 bilhões de reais já estão sendo investidos, graças aos incentivos concedidos pelo Governo do Estado. Esses incentivos, além da nossa logística, infraestrutura e acessos, são fatores que chamam atenção dos investidores internacionais”, destacou o presidente.

Estrutura – O Porto de Cabedelo possui hoje uma estrutura de mais de 60 hectares de área. São 602 metros de cais, com calado de 9,14 metros (será ampliado para 12,5 metros e posteriormente para 13 metros). O porto tem sete armazéns, totalizando 14 mil metros quadrados de área, 26 tanques com capacidade total de 63.859 metros cúbicos, 16 silos com capacidade total para 57.748 toneladas, 18 mil metros quadrados de pátio e 32 hectares de retroárea.

O porto é um dos principais centros de distribuição do Norte-Nordeste do Brasil e é o mais oriental das Américas. Para facilitar a logística, o porto tem uma localização privilegiada, próxima da BR-101, apenas 18 km; e fica a 35 km do Aeroporto Internacional Castro Pinto e distante 154 km do aeroporto João Suassuna, em Campina Grande. Tem ainda acesso direto à BR-230 e à Ferrovia Transnordestina.

Turismo – Representantes da empresa Brazilian Cruises Representation (BCR), de São Paulo, lançaram, em João Pessoa, a programação dos cruzeiros para a temporada 2013/ 2014. Serão 14 escalas no Porto de Cabedelo, no período de 29 de novembro a 20 de abril do próximo ano.
No roteiro do transatlântico Louis Aura estão Fernando de Noronha, Recife, Natal, Fortaleza e João Pessoa. A estimativa da BCR é que, durante a temporada, mais de 15 mil turistas e tripulantes visitem a Grande João Pessoa. A embarcação têm capacidade para 750 passageiros e 350 tripulantes.

De acordo com o diretor da BCR, Milton Sanches, o potencial turístico do ‘Destino Paraíba’, os serviços portuários em geral e a determinação da parceira com o Governo do Estado, por meio da PBTur, Companhia Docas de Cabedelo, entre outras instituições, foram fundamentais para atrair a sua empresa para a retomada de João Pessoa na programação dos cruzeiros marítimos. “É com grande satisfação que retornamos os cruzeiros marítimos em João Pessoa”, destacou Sanches.

Investimentos internacionais – Uma pesquisa publicada pela Câmara Americana de Comércio mostra que os investidores americanos estão prospectando negócios em várias em áreas do mercado brasileiro. O levantamento apresenta um panorama no qual o setor portuário aparece entre os mais requisitados pelos executivos.

Localizado em posição estratégica e atualmente se configurando um dos principais centros de distribuição do Norte e Nordeste, o Porto de Cabedelo tem operado à frente de grandes polos a exemplo de Recife e Natal. Os números e as boas condições de logística e infraestrutura portuária têm atraído investidores do Brasil e de outros países e pode credenciar a Paraíba a ser contemplada com investimentos dos Estados Unidos.
Na Paraíba, a Secretaria de Portos (SEP) promete investir cerca de R$ 150 milhões no aprofundamento no canal de acesso, deixando com cerca de 13 metros de profundidade.
Além disso, já existem projetos prontos para expansão e melhoria de toda infraestrutura, dentre elas esta a construção de um novo terminal de múltiplos usos com 102 mil metros quadrados de área para armazenagem. Outro projeto determinante para o desenvolvimento da região será a construção de um terminal de passageiros, que já se encontra em processo de licitação