Fale Conosco

15 de junho de 2012

População prioriza abastecimento d’água nas plenárias do Orçamento Democrático



O Orçamento Democrático teve um resultado positivo em sua primeira etapa deste ano, quando ocorreram 16 plenárias regionais. “O saldo foi muito produtivo, a população vem participando, tivemos um aumento qualitativo e quantitativo nas plenárias”, avalia a subsecretária executiva do programa, Ana Paula Almeida.

As plenárias começaram em abril e foram concluídas no dia 9 de junho, na capital. O público estimado foi de 20 mil participantes em várias cidades paraibanas.  Um aumento de 43% em relação a 2011, que registrou participação de 14 mil. Agora, em 2012, as principais demandas eleitas pela população como prioridades são: abastecimento d’água, saúde, educação e segurança pública.

Em 2011, as duas principais demandas foram nas áreas de educação e saúde e os resultados já são conhecidos. Um desses foi a oferta de 378 novos leitos em hospitais públicos. A construção do Hospital de Mamanguape também é fruto das demandas do Orçamento Democrático Estadual.

No campo da educação, destaque para a construção de seis Escolas Técnicas Estaduais, com projetos já aprovados pelo Ministério da Educação. As seis escolas, que são demandas da população em busca de profissionalização de jovens, vão ser construídas em Bayeux, Cajazeiras, João Pessoa, Cuité, Mamanguape e São Bento, contemplando todas as regiões.

De acordo com Ana Paula Almeida, na área da habitação mais de 1.500 casas populares foram concluídas e novas unidades estão em construção. Nas plenárias do ODE, deste ano, o Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar assinou convênios no valor de R$19 milhões para financiar projetos de cooperativas, associações comunitárias, envolvendo Arranjos Produtivos Locais (APLs).

Em todas as plenárias, o governador Ricardo Coutinho dialogou com a população e prestou contas das demandas do ano passado em execução ou já executadas. Em rodovias já são 410 quilômetros pavimentados, obras que beneficiam as populações com mais conforto e segurança nas estradas. Os 700 conselheiros eleitos do Orçamento Democrático fiscalizam o andamento das obras, contribuindo com o governo para que os trabalhos sejam realizados dentro dos prazos estabelecidos. “É a democratização da informação, do acesso e também a fiscalização, a sociedade pode acompanhar, checar onde as obras acontecem”, revela Ana Paula Almeida.

Nos meses de julho e agosto, diversos secretários de estado devem realizar reuniões de planejamento para discutir com os conselheiros do Orçamento Democrático as ações que serão executadas a partir de 2013. Nas 16 plenárias, as equipes do ODE catalogaram mais de 15 mil fichas com as propostas da população.

A primeira etapa do ODE 2012 realizou 16 plenárias nas 14 Regiões Geoadministrativas, polarizadas por João Pessoa, Campina Grande, Itabaiana, Guarabira, Mamanguape, Cuité, Monteiro, Patos, Pombal, Itaporanga, Catolé do Rocha, Cajazeiras, Sousa e Princesa Isabel.