Fale Conosco

22 de outubro de 2012

Policiais militares participam de treinamento sobre uso de Tecnologias Não Letais



Cerca de 350 policiais militares da Paraíba (oficiais e praças) participam, nesta terça-feira (23), de um workshop teórico e prático sobre o uso de Tecnologias Não Letais (TNL). O treinamento acontece a partir das 9h, no auditório do Centro de Educação da Polícia Militar, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Todas as orientações serão repassadas por integrantes da única empresa autorizada no Brasil, a fabricar as armas não letais. Eles trarão as informações sobre o que há de mais novo nesse tipo de tecnologia, no país e no mundo, além de abordar os aspectos legais envolvidos no uso do armamento; uso gradativo da força (incluindo exemplos de uso com sucesso em TNL) e as normativas da Organização das Nações Unidas (ONU).

A parte teórica do curso terá duração média de uma hora e meia (das 9h às 10h30), seguida de um intervalo de 15 minutos, e recomeçando às 10h45 com a prática a ser realizada no campo de provas. Para tanto, serão utilizados alvos e manequins que servirão para a simulação do uso de diversas armas não letais, incluindo a interação entre policiais e instrutores.

Durante as demonstrações, terá destaque o uso do ‘Spark’, dispositivo elétrico incapacitante (semelhante ao Taser), de fabricação nacional e atualmente única arma de choque disponível para aquisição pelas policias brasileiras. Foram convidados para participar do evento todos os comandantes de batalhões e companhia especializadas da Polícia Militar, além de representantes da Polícia Civil e da Secretaria de Administração Penitenciária. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da PMPB têm presença garantida no evento.

O palestrante responsável pela parte teórica do workshop será o gerente de Treinamento e Instrutor da empresa fabricante do ‘Spark’, o coronel da Reserva da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Ricardo Soares. Ele atuou mais de 24 anos no Bope do Rio, exercendo, inclusive, a função de comandante do Batalhão.

 

Aquisição – Com a preocupação de garantir a excelência no desempenho da atividade policial na Paraíba, o governo do Estado já adquiriu, recentemente, mais 171 equipamentos não letais, que totalizaram um investimento de R$ 839.305,28. A previsão é que os itens sejam entregues e distribuídos para o efetivo policial já no próximo mês.

 

Atualmente, a Polícia Militar da Paraíba (PMPB) já conta com 190 armas de choque do tipo ‘Taser’, além de outros equipamentos de efeito não letal, como granadas explosivas (do tipo luz e som, efeito pimenta, lacrimogêneo, identificador) e munição de borracha de diversos calibres. Para o uso delas, a PMPB já realizou treinamento com multiplicadores dos Batalhões em todo o Estado.