João Pessoa
Feed de Notícias

Policiais militares participam de campeonato de tiro em comemoração aos 59 anos da Casa Militar

domingo, 4 de dezembro de 2016 - 12:49 - Fotos:  Divulgação

Policiais militares de nove unidades da corporação na Paraíba participaram, nesse sábado (3), de um campeonato de tiro que reuniu competidores em três provas diferentes, nas quais a pontuação era definida pelo número de acertos em um menor tempo possível. O evento, que aconteceu no Clube Pessoense de Tiro, em Santa Rita, fez parte das atividades de comemoração dos 59 anos da Casa Militar do Governador.

Os cadetes da Academia de Polícia Militar do Cabo Branco ficaram com o ouro na prova por equipes, que teve como vice o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e em terceiro, os policiais do 1º Batalhão. Já na categoria individual, o capitão Álvaro Filho, do Centro de Educação, ficou em primeiro lugar; o tenente Giordanni Melo, do Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate), ficou em segundo; e em terceiro, o cadete PM Erick Bezerra, que também fez parte da equipe vencedora das provas coletivas.

O secretário executivo da Casa Militar do Governador, major Anderson Pessoa, disse que o torneio foi promovido com o objetivo de reunir e integrar os policiais militares. “E para agradecer a todos aqueles que estiveram conosco este ano, contribuindo com o crescimento das instituições aqui no Estado. Essa integração dos policiais de várias unidades conosco é motivo de honra e alegria, pois nossa missão de promover segurança é única e com as parcerias que sempre estamos firmando só temos a ganhar. Por isso aqui vai meu agradecimento nas pessoas dos excelentíssimos comandantes gerais da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, e do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro, por todo apoio que os integrantes das duas corporações nos deram”, afirmou.

O torneio teve total apoio do Clube Pessoense de Tiro, que cedeu o espaço e aplicou as provas em três pistas. Apesar de ser uma competição, o evento promoveu também a capacitação profissional dos participantes, já que as provas simulavam situações que os policiais lidam diariamente no exercício da preservação da vida e manutenção da ordem pública.