João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia registra quatro ocorrências e três prisões na Operação Enem

domingo, 27 de outubro de 2013 - 19:16 - Fotos:  Secom-PB/ Walter Rafael

A coordenadoria de planejamento da Polícia Militar divulgou, na noite deste domingo (27), o resultado final da operação Enem 2013. O término da operação se deu com a escolta dos gabaritos, que foram levados para as agências dos Correios de cada um dos 45 municípios que realizaram as provas. Foram quatro ocorrências registradas nas ações e três pessoas presas acusadas de furtar carros de candidatos.

A prisão aconteceu na tarde deste domingo (27), no Bairro da Prata, em Campina Grande, próximo à Universidade Federal, quando os policiais da Ronda Ostensiva Tática com Apoio de Motocicletas (Rotam) do 2º Batalhão prenderam Denílson Felix da Silva, 21; João Roberto Oliveira Alves Agra, 20; e Ederson Barbosa da Silva, 19.

O trio estava em um carro locado e é apontado como responsável pelo furto de vários veículos de candidatos que fizeram provas no sábado e domingo, nos colégios que ficam nos bairros da Prata e Bodocongó. Com eles, foram apreendidos um aparelho de DVD automotivo, celulares, máquinas fotográficas e ferramentas utilizadas para abrir os veículos enquanto os estudantes estavam nas salas de prova. Todos os suspeitos tinham passagem pela polícia e foram levados para a Central da Polícia Civil, no bairro do Catolé.

As outras três ocorrências atendidas durante a Operação foram de perturbação do sossego, sendo duas no sábado (26); no Colégio Jaime Caetano, em Bayeux, onde os alunos estavam sendo incomodados pelo som de um carro e na Escola Municipal João Gadelha, em Mangabeira (João Pessoa), por causa do barulho de um encontro de bandas marciais em um ginásio próximo.

O outro atendimento foi neste domingo (27), no Centro de Ensino Luzia Maia, na cidade de Catolé do Rocha, por causa de uma partida de futebol em um campo nas imediações que estava atrapalhando a concentração dos candidatos. Em todas as situações descritas, a PM foi rápido até o local e conseguiu resolver o problema.

Escoltas – Desde a sexta-feira (25), quando começou a operação, a Polícia Militar percorreu mais de 10 mil quilômetros em 134 rotas para realizar a escolta dos carros dos correios que transportaram os malotes de provas e gabaritos dos candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio 2013, na Paraíba.

Durante os três dias, foram registradas apenas duas alterações nos processos de distribuição. Uma na cidade de Sousa, no Sertão, na sexta-feira (25), que recebeu o malote de provas de Catolé do Rocha, mas que logo foi levado para a cidade de destino e outra em Monteiro, na manhã do sábado (26), quando os policiais tiveram que esperar a escola abrir. Em todas as unidades de ensino, a segurança foi reforçada.

Policiamento – Nos locais de prova, os policiais atuaram em viaturas e motos nas imediações das escolas e instituições que realizaram o exame. No sábado (26) o policiamento se estendeu até as 23h30 em virtude da realização das provas por parte dos sabatistas (religiosos que guardam o sábado), que fizeram o exame à noite.

Os gabaritos das provas do segundo dia de prova foram escoltados pela PM até as agências dos Correios, encerrando a participação da Polícia Militar na segurança do Enem 2013. O coordenador de planejamento da instituição, tenente coronel Onivan Elias, classificou como positivo resultado da operação.

“Cumprimos nossa missão com êxito ao promover para os candidatos a segurança, tranquilidade e acessibilidade aos locais de prova, atingindo as metas planejadas pela nossa instituição em conjunto com os demais órgãos envolvidos. Este ano, implantamos de forma pioneira um Centro de Comando e Controle que monitorou e acompanhou todas as atividades dos policiais militares nos 417 locais de aplicação de provas e nas rotas que escoltamos as provas, o que garantiu esse resultado”, avaliou.

Dados – A Polícia Militar aumentou este ano o número de policiais envolvidos na operação do Enem por causa do crescimento do número de candidatos inscritos no exame e cidades que realizaram as provas. Foram utilizados 1.200 policiais (200 a mais do que no ano passado) para a segurança das 45 cidades que realizaram provas, sete a mais do que em 2012 – quando existiam 38 cidades sediando o exame. Segundo a Cesgranrio, responsável pela execução da prova, 188.004 candidatos se inscreveram no Enem deste ano. No ano passado, este número foi de 141.183 inscritos.