Fale Conosco

14 de dezembro de 2011

Polícia prende acusado de sete homicídios e destaca operação conjunta durante coletiva



O Serviço de Inteligência da 4ª Cia da Polícia Militar prendeu, nesta terça-feira (13), Fernando Henrique Ferreira (18 anos), acusado de participação na morte de um casal, cujos corpos foram encontrados dentro de um carro no bairro do Bessa, no dia 2 de outubro passado. De acordo com a polícia, o jovem é acusado de pelo menos outros seis homicídios. Essa foi uma das prisões resultantes do trabalho conjunto das polícias Civil e Militar anunciadas durante coletiva realizada no auditório da Central de Polícia, em João Pessoa.

 

Também nesta terça, policiais militares e da Delegacia de Homicídios de João Pessoa prenderam em flagrante Herickson Ramos Silva, de 22 anos, acusado de assassinar a pedradas e golpes de faca o marceneiro Orestes Gomes da Silva.  O crime aconteceu no bairro Valentina de Figueiredo, por volta de uma hora da madrugada.

 

Policiais da Especializada também efetuaram a prisão, por força de mandado expedido pela Justiça, de Wellington dos Santos, acusado de ser o mandante do assassinato de Edson Pereira dos Santos, no dia 23 de novembro, no bairro dos Novais. O acusado já havia sido preso no início do mês de dezembro. Segundo a polícia, o crime foi motivado por dívida de droga, no valor de R$ 2 mil. Um terceiro homem, suspeito de envolvimento no assassinato, está sendo procurado pela polícia.

 

Na segunda-feira (12), foi preso em flagrante Diego Batista Xavier Campos, acusado de tentar matar Emílio José dos Santos Filho, que foi ferido na cabeça por um disparo de arma de fogo. A tentativa de homicídio aconteceu no dia 11 de dezembro, no bairro do Rangel. Um adolescente também foi apreendido pela polícia e encaminhado pela Delegacia da Infância e da Juventude. A polícia investiga o envolvimento de mais uma pessoa no crime, que pode ter sido o mandante do assassinato.

 

De acordo com o delegado Marcos Paulo Vilela, titular da Especializada, cerca de 20 mandados de prisão serão cumpridos nos próximos dias na Capital. “Estamos trabalhando para dar respostas aos crimes de homicídio, elucidando os crimes e colaborando para o fim da impunidade”, avaliou.

 

A entrevista coletiva em que foram divulgados os detalhes dessas prisões teve a participação dos delegados Marcos Paulo Vilela e Everaldo Medeiros, além do major Sena, comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, que enfatizou o trabalho conjunto entre as polícias. “O sucesso dessas operações se deve ao trabalho integrado das polícias Civil e Militar, conforme orientação da Secretaria de Segurança e Defesa Social”, concluiu.