Fale Conosco

13 de abril de 2012

Polícia prende acusado de homicídios e suspeito de participação em grupo de extermínio



O sargento reformado da Polícia Militar da Paraíba, Severino João Joaquim Filho, 56 anos, conhecido como Nino, foi preso nesta quinta-feira (12) por força de mandado de prisão preventiva, expedido pelo juiz Carlos Jean lves dos Santos, da Vara Única da Comarca de Itambé. A ação foi integrada entre as polícias paraibana e pernambucana e contou com a Gerência de Inteligência da Polícia Civil, policiais da delegacia Regional e policiais militares de Itabaiana. A prisão aconteceu próximo à fazenda São João, na periferia da cidade.

Sargento Nino, que não reagiu à prisão, é apontado como integrante de um grupo de extermínio que age nas divisas de Paraíba e Pernambuco. Segundo a polícia, ele é responsável pelos homicídios de Edgley Trajano da Silva e Ronaldo da Silva, que moravam em Itabaiana e foram mortos em 2008, no município pernambucano de Itambé. O ex-militar nega a participação em todos os crimes.

Com o militar reformado, que já respondeu por porte ilegal de arma de fogo em Gurinhém, a polícia apreendeu uma pistola Glock 380, dois carregadores e quatorze munições intactas. Ele foi trazido para a Gerência Executiva de Polícia Civil Metropolitana, em João Pessoa, e depois transferido por uma guarnição do 2º BPM de Pernambuco para o Centro de Reeducação (Creed), localizado em Abreu e Lima, onde aguardará decisão judicial.