Fale Conosco

7 de março de 2012

Polícia paraibana realiza série de prisões



Nas últimas horas, o trabalho conjunto de policiais civis e militares da Paraíba resultou em diversas prisões de pessoas acusadas de envolvimento em homicídios, roubos e tráfico de drogas, além de apreensão de drogas e armas.  

Por volta das 5h desta quarta-feira (6) no município do Conde, Litoral Sul do Estado, a polícia conseguiu recuperar os internos do Centro Educacional do Jovem (CEJ) José Michael da Silva e Edmilson Felix dos Santos que fugiram na noite do dia 1º de março. A dupla, que estava sendo levada de volta a instituição depois de uma consulta médica, foi resgatada por um grupo que para conseguir o intuito assassinou a tiros o monitor Edilson Fernandes da Mora. Além dos fugitivos, foram presos Kilberlandio dos Santos e José Marques da Silva e apreendidos dois adolescentes que foram encaminhados para a Delegacia da Infância e Juventude de onde serão encaminhados para cumprirem medidas sócio-educativas. A delegada responsável pelo caso, Maria das Dores Coutinho, afirmou que os adultos, que se encontram detidos na Centra de Polícia de João Pessoa, foram autuados em flagrante por homicídios, tentativa de homicídios e facilitação de fuga.

Também nesta quarta, policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos prenderam no bairro do Cristo Redentor, na Capital, cinco homens acusados de assaltar no dia 26 de fevereiro um supermercado localizado no bairro do José Américo. Na ocasião, a quadrilha levou R$ 15 mil, além de computadores e o veículo do proprietário que foi localizado no dia seguinte. De acordo com o delegado titular, Francisco Basílio, os cinco acusados estão sendo investigados por outros crimes da mesma natureza. Foram presos Macilho Gouveia de Lima, 26 anos, José Wagner Piraceia, 28, André Luiz Severo, 27, Pedro Domingues da Costa, 19 e Rafael Bezerra da Silva, 20 anos.

Por fim, às 11h, foi preso no bairro de Mandacarú, em João Pessoa, Elias Felix da Silva pelo assassinato da jovem Fabrícia Marques, 23. A vítima foi morta a tiros na noite desta segunda-feira (6) na comunidade de João Tota, também localizada em Mandacarú. “Apesar de o acusado negar o crime, a polícia recolheu provas da autoria”, afirmou o delegado titular da Delegacia de Crimes Contra Pessoa (homicídios) de João Pessoa, Marcos Paulo Vilela.  

CIDADE SEGURA

Dando andamento à operação Cidade Segura, policiais civis de Guarabira e do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) prenderam na manhã desta quarta-feira (6) quatro pessoas acusadas de envolvimento com o tráfico de drogas na região.

Com  Jailton da Silva Soares, 18 anos, Rosinaldo Araújo de Lima, 21 anos, Manuela Justino Triburtino, 24 e Marluce Ribeiro da Silva,  33 anos foram apreendidos aproximadamente 400 gramas de maconha, um revólver calibre 38, munições, R$ 600 em dinheiro e quatro aparelhos de celular.  

A operação Cidade Segura faz parte de uma série de ações da polícia que visa prevenir Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), assim como combater o tráfico de drogas e a adulteração de veículos. Ela também tem sido responsável pela recuperação de diversos fugitivos da Justiça.