Fale Conosco

16 de outubro de 2015

Polícia Militar vai utilizar mais de 600 policiais na Romaria de Nossa Senhora da Penha



A Polícia Militar já concluiu o planejamento operacional para a segurança da 252ª Romaria de Nossa Senhora da Penha, que será realizada no dia 28 de novembro. Este ano, a corporação vai utilizar mais de 600 policiais e 100 viaturas para garantir a segurança dos fiéis, além de câmeras de vídeo-monitoramento e pontos de observação durante o percurso.

O subcomandante do Policiamento da Região Metropolitana, tenente-coronel Walter Dias, disse que já foram realizadas duas reuniões com os demais órgãos envolvidos diretamente no evento. “Nessas reuniões foram definidas as atribuições de cada órgão e também pontos de convergência que podem ajudar no nosso trabalho de segurança preventiva”, disse.

Um dos temas tratados foi a proibição da venda de bebidas alcoólicas no trajeto, como também da presença de garrafas de vidros, medidas que devem ser provocadas junto ao Ministério Público pelos órgãos municipais responsáveis pelo controle urbano. A novidade do trajeto – que conta com mais de 13 km – é o trevo das Mangabeiras. Por medida de segurança para a passagem dos trios e dos romeiros, o equipamento de mobilidade urbana será interditado e a procissão fará o contorno na Cehap, seguindo depois pela Avenida Hilton Souto Maior até a Penha.

Outro ponto crítico que terá uma atenção especial da Polícia Militar é a passarela da Avenida Dom Pedro II, que também será interditada para evitar sobrepeso de pessoas e riscos de acidente.

No trajeto serão instalados ainda 15 pontos de observação policial (Pops) e seis plataformas, contando também com a base móvel de monitoramento, principalmente no Santuário da Penha. Nas ruas paralelas, o policiamento motorizado vai intensificar as ações e nos bairros haverá uma atividade de contingência com abordagens, veículos e ônibus para evitar que suspeitos tenham acesso ao evento religioso com materiais ilícitos.

Recomendações de segurança – A Polícia Militar passou uma série de recomendações de segurança para que sejam divulgadas durante as missas em todo Estado, com informações relevantes para os fiéis acerca de objetos que devem ser evitados, atitudes e cuidados com as crianças, assim como a prevenção de acidentes no percurso, já que o evento reúne um grande número de pessoas.