Fale Conosco

17 de fevereiro de 2016

Polícia Militar realiza reintegrações de posse sem conflitos em 2015



Um levantamento divulgado pela Coordenadoria de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar mostra que 100% das reintegrações de posse realizadas no ano de 2015 pela instituição ocorreram sem registrar nenhum tipo de conflito. Ao todo, foram 54 ações para desocupar propriedades urbanas e rurais em 30 municípios paraibanos, sem nenhuma incidência de casos de reação negativa das famílias.

A Coordenadoria de Gerenciamento de Crise (EM/6) desenvolveu um trabalho social durante todo ano que teve por consequência este resultado. Além do cumprimento das decisões judiciais emanadas, a coordenadoria também buscou alternativas de mediação com outros órgãos para assistência às famílias retiradas dos locais.

O coordenador de Gerenciamento de Crises, tenente coronel Roberto Costa Rodrigues, explicou que esta preocupação da Polícia Militar em trabalhar o aspecto humano destas questões incide diretamente nesta ausência de reações negativas por parte das famílias. “Esta visão mais solidária traz uma perspectiva diferente dessas famílias em relação à nossa instituição”, comentou o oficial.

O tenente coronel Roberto ainda esclareceu que a corporação tem levado aproximadamente 15 dias para cumprir a ordem de desapropriação depois que esta chega da Justiça, podendo ocorrer a redução desse prazo em casos que requerem maior urgência devido ao risco de conflitos. Frisou ainda que neste período é feito um diagnóstico do local e iniciado um processo de negociação que envolve a mediação com as secretarias municipais e outros atores sociais que possam contribuir de forma incisiva para o processo de mediação, de forma que cada um possa atuar dentro de sua competência, para melhor direcionar o acolhimento das famílias. 

“Com isso constatamos a plena desocupação das áreas fiscalizadas por nós, sendo realizado tudo em obediência à ordem judicial, observando os princípios da legalidade, paz social e dignidade das pessoas”, disse.