João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia Militar forma novos sargentos e reforça segurança no Estado

sábado, 21 de dezembro de 2013 - 12:44 - Fotos:  Secom-PB/ Walter Rafael

A Polícia Militar formou, nessa sexta-feira (20), 76 novos sargentos para reforçar a segurança e a prestação de serviço no Estado. A formação faz parte da política do Governo de retomar os processos de seleção interna dentro da corporação e garantir a ascensão profissional dos policiais.

A solenidade de formatura foi dirigida pelo vice-governador Rômulo Gouveia, que destacou o investimento na capacitação profissional. “A formatura retrata a prioridade deste Governo que, desde 2011, abriu novos cursos, investiu na capacitação do policial e retomou os concursos para sargentos, que há mais de sete anos não acontecia, proporcionando assim a possibilidade de galgar a ascensão profissional”, frisou.

O secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, lembrou aos novos sargentos dos desafios em prol da segurança. “O desafio de promover a paz social é complexo e, nesse contexto, cada policial tem um papel importante. A realização do sonho de crescer na carreira profissional, que os 76 novos sargentos acabam de alcançar, aumenta a responsabilidade nesta busca pela construção da cultura de paz”, disse.

O comandante Geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, classificou a formatura dos novos sargentos como uma marca do atual governo. “Porque essa é a terceira turma de sargentos formada em três anos de Governo, através de uma seleção interna que encontramos paralisada. A retomada desse processo significa para a sociedade uma linha de prioridade de Governo na capacitação técnico-profissional dos servidores e para a instituição a esperança de crescer dentro dos postos e graduação da Polícia Militar”, apontou o comandante.

Os novos sargentos foram formados após seis meses de curso que incluíram mais de 850 horas/aula, distribuídas em 25 disciplinas inerentes à preparação policial para exercer a função de comando de viaturas e de fração da tropa, sendo um elo de ligação entre os comandantes e os policiais da base.

Dos 76 formados, 61 vão atuar no reforço do policiamento das ruas, nos batalhões e companhias do Estado; 10 são do quadro de músicos e atuarão na banda para promover projetos sociais e participar dos eventos da comunidade; outros cinco são do quadro de saúde e trabalharão na assistência às pessoas.