Fale Conosco

2 de outubro de 2017

Polícia Militar discute planejamento para a 254ª Romaria de Nossa Senhora da Penha e operações do fim de ano



policia planeja 254 romaria de nossa senhora da penha e operacoes de fim de anoO comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, começou o mês de outubro estabelecendo várias metas para o último trimestre deste ano, com foco no aumento das operações para combater crimes contra a vida e contra o patrimônio. Ele reuniu os comandantes nesta segunda-feira (2), na sede do Comando Geral, para uma reunião de planejamento estratégico, na qual discutiu, entre outros pontos, a segurança na 254ª Romaria de Nossa Senhora da Penha e as operações do fim de ano.

O comandante do Policiamento da Região Metropolitana de João Pessoa (CPRM), coronel Lívio Delgado, disse que até a Romaria da Penha, que vai acontecer no dia 25 de novembro, a PM vai realizar uma série de reuniões com outros órgãos envolvidos. “Vamos analisar detalhadamente os planos operacionais e o resultado deles nos últimos anos, conforme determinação do comandante-geral, para ver o que podemos apresentar de novidade para melhorar ainda mais a segurança e manter o resultado positivo que vem acontecendo”, disse.

No ano passado, a corporação usou 800 policiais, 45 viaturas, drones, 12 Pontos e Plataformas de Observação Policial (POP) e o reforço do canil e da cavalaria para garantir a segurança dos fieis que participaram da Romaria, que tem o trajeto de 14 km – do Centro até a Praia da Penha.

Operações do fim de ano – Sobre as operações do fim de ano, a Polícia Militar já vem fazendo um monitoramento das áreas onde será aplicado um reforço maior, este ano contando com a presença dos novos soldados, que concluíram o curso de formação no último mês de setembro. Comércios, corredores bancários e transportes coletivos terão uma atenção redobrada para a prevenção dos roubos. Já em relação à prevenção dos crimes contra a vida, a estatística e inteligência estão montando um plano direcionado para localizar envolvidos nesses crimes e ocupar as áreas de maior incidência. Serão mais de 100 operações deflagradas pela PM, com possibilidades de ter mais de três acontecendo em um mesmo dia, com focos específicos.

Os pontos de bloqueio serão intensificados, com motos e carros passando por abordagens em vários locais do Estado. A novidade deste ano é o novo sistema de rádio, o que vai facilitar ainda mais a troca de informações para a verificação de pessoas ou veículos suspeitos.