Fale Conosco

16 de março de 2011

Polícia Militar controla princípio de tumulto no Presídio do Roger



Policiais do Pelotão de Choque da Polícia Militar conseguiram controlar um princípio de tumulto no Presídio do Roger na manhã desta quarta-feira (16), quando detentos de dois pavilhões se desentenderam. Um deles, Gleison da Silva Torres, 23 anos, conhecido por “Pequeno”, foi ferido com uma pedrada. O autor da agressão foi identificado como Antônio Marcos de Sousa, também conhecido por Antônio Alves de Sousa, 33 anos, o “Porquinho”.

O secretário executivo da Cidadania e Administração Penitenciária, Sargento Dênis, esteve no Presídio do Roger, conversou com a direção e tomou conhecimento de que o desentendimento foi motivado por rixa entre presos dos pavilhões 3 e 4 com os internos do pavilhão 5, onde estão recolhidos aqueles considerados perigosos.

Segundo o secretário Executivo, os detentos do Pavilhão 5 tentaram serrar as grades para ir até o pátio onde estava acontecendo a visita. Ao perceber o tumulto, os agentes penitenciários acionaram os policiais, que agiram rápido e conseguiram deter o tumulto.  

Demonstrando que tudo estava tranqüilo, o secretário determinou o reinício da visita íntima das companheiras dos presos suspensa após o início do tumulto. “Já determinamos a entrada das mulheres, pois tudo está controlado”, disse o Sargento Dênis ao elogiar a ação dos policiais do Pelotão do Choque e também dos agentes penitenciários.

O secretário disse que já foi determinada a abertura de sindicância para apurar os motivos do tumulto e o recolhimento dos dois presos – “Pequeno” e “Porquinho” – envolvidos na confusão.

Em relação a suposta informação da descoberta de uma pequena quantidade de maconha no banheiro do dormitório dos agentes penitenciários, o Sargento Dênis disse desconhecer o fato, no entanto, disse que vai pedir esclarecimentos a direção do Presídio do Roger e determinar abertura de inquérito administrativo para apurar os fatos.