João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia lança projeto para fortalecer sentimento de “paraibanidade”

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 - 16:51 - Fotos: 

A Polícia Militar lançou um projeto cultural para fortalecer ainda mais na população o orgulho de ser paraibano, através de palestras educativas que mostram os fatos históricos que marcaram época no Estado, apresentação da banda de música executando o Hino da Paraíba em praça pública e distribuição de material para expor o sentimento exacerbado pela terra.

O projeto ‘Paraibanidade, mais que um sentimento’ está distribuindo nos sinais de trânsito material gráfico e fonográfico que exaltam as cores, hino e bandeira da Paraíba, além das riquezas naturais, e vem percorrendo as escolas para levar ao conhecimento dos estudantes a história do Estado, recontada a partir da apresentação de nomes que fazem parte do cenário brasileiro, como José Américo de Almeida, Augusto dos Anjos, André Vidal de Negreiros, entre outros.

“Essa parte do projeto que é voltada para os alunos é de fundamental importância para preservar nossas tradições, já que com o sistema de ingresso em universidades pelo Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), muitos jovens deixaram de se aprofundar mais na história da Paraíba, então a Polícia Militar, com sua função também pedagógica, buscará ocupar essa lacuna e desenvolver o orgulho de ser paraibano em nosso Estado”, destacou o major Cristóvão Lucas, coordenador de comunicação social e marketing da PM.

Hino da Paraíba – Dentro da programação do projeto, está a apresentação em praça pública da Banda de Música da Polícia Militar, que ensinará o Hino da Paraíba às pessoas. A letra será distribuída e a população vai ter a oportunidade de executar o hino do Estado sob os acordes da Banda da PMPB.

O Hino do Estado da Paraíba, que tem música de Abdon Felinto Milanez e letra de Francisco Aurélio de Figueiredo Melo, foi composto em 1905 e somente em 1978 foi oficializado. No projeto ‘Paraibanidade, mais que um sentimento’ ele será difundido para o máximo de pessoas possível, unindo a música, a história e a literatura como didática para sua propagação entre os paraibanos.