João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia já prendeu 25 pessoas envolvidas em explosões a banco na Paraíba

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 - 19:02 - Fotos: 

Em pouco mais de um mês, as polícias Militar e Civil da Paraíba já prenderam 25 pessoas envolvidas com explosões a caixas eletrônicos e instituições bancárias ocorridas em 2011. Ao todo, nove veículos usados nesta modalidade de assalto também foram apreendidos, além e armas e vários materiais explosivos encontrados em poder dos assaltantes.

A primeira ação aconteceu no dia 15 de janeiro, quando dois homens foram presos em flagrante e um adolescente apreendido. O trio possivelmente utilizaria explosivos para roubar postos bancários no entorno da região do município de Areial. Com eles, a polícia encontrou dois revólveres, 22 munições, R$ 800 em dinheiro, capuzes e duas motos.

Dias depois, foram presos Ivson Rafael Ribeiro dos Santos, 21, e Ronaldo de Oliveira Rodrigues, 34 anos, acusados de explodirem um caixa eletrônico do Bessa Shopping, em João Pessoa. Com eles a polícia encontrou parte do dinheiro roubado. A prisão aconteceu em menos de 24 horas depois do crime.

Ainda no mês de janeiro, em Campina Grande, durante a Operação Borborema, a polícia prendeu dez pessoas, sete homens e três mulheres, envolvidos com essa prática criminosa. Durante a abordagem houve troca de tiros e o décimo primeiro participante da quadrilha foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

Foram apreendidos um revólver, duas bananas de dinamite, uma escopeta calibre 12, balas, cartuchos, balas deflagradas, um pé de cabra, quatro chaves de fenda, nove telefones celulares, uma máquina fotográfica, documentos pessoais, de carros e jet sky. A Polícia também apreendeu quatros veículos e cerca de R$ 40 mil em perfumes, fruto de um roubo.

No mês de fevereiro, policiais civis da 3ª Delegacia Regional, sediada em Guarabira, prenderam, na madrugada do dia 13, três integrantes de uma quadrilha acusada de roubar um posto do correspondente bancário “Caixa Aqui” da cidade de Pilões.

Os presos foram os primos Gilnei de Oliveira Santos, conhecido como Nenei, Maria Andrea Roque da Silva, e ainda André Luís Reis de Morais, em razão de mandados de prisão expedidos pelo Judiciário da Comarca de Pilões.

No dia 17, foram presos Alexandrino de Lira Júnior e Ewerton Tavares de Farias. A polícia está investigando a participação da dupla em uma quadrilha especializada em explosões a caixas eletrônicos, que teria ramificações nos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará.

No último sábado (19), uma operação conjunta entre policiais militares e civis da Paraíba e do Rio Grande do Norte resultou na prisão de seis integrantes de uma quadrilha acusada de vários homicídios e assaltos a banco nos dois estados. Foram apreendidos dois maçaricos, uma metralhadora, e duas armas roubadas de policiais durante o assassinato do PM paraibano Anderson de Araújo Cantalice, 27 anos, morto no dia 11 de janeiro.