João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia forma 600 alunos no Programa de Resistência às Drogas em Campina

terça-feira, 3 de setembro de 2013 - 10:44 - Fotos:  Cláudio Góes/Secom-PB

Mais de 600 alunos de 13 escolas da rede municipal de ensino de Campina Grande receberam certificado de formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). O programa, que está presente em 50 cidades paraibanas, já passou por mais de mil escolas em todo o Estado.

A cerimônia aconteceu nessa segunda-feira (2), no Teatro Municipal Severino Cabral, e contou com a presença do vice-governador Rômulo Gouveia. “Este trabalho realizado pela Polícia Militar da Paraíba tem uma função social muito importante. É muito gratificante para mim e para o Governo da Paraíba ver este trabalho que direciona as crianças para o caminho do bem. Que estas crianças que aqui se formaram hoje repassem esses conhecimentos para outras, que assim possamos formar cada vez mais uma corrente do bem”, afirmou o vice-governador.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar da Paraíba, tenente coronel Souza Neto, o programa tem fundamental importância na formação social das crianças e adolescentes. “A grande importância desse programa é chegar nas crianças antes dos traficantes e usuários de drogas. Já formamos mais de 1.500 alunos e até o final do ano teremos 3.500 alunos que passaram pelos nossos instrutores em Campina Grande. Isto é um marco histórico para a cidade, para a PM e para nosso Estado”, comemorou o comandante.

Ao final da formatura, os participantes assistiram a shows de mágica e atividades culturais, entre elas, a apresentação das crianças do Projeto Nota Musical Solidária, composta por alunos do bairro do Mutirão. Em Campina Grande, o Proerd é coordenado pelo sub-comandante do 2º BPM, major Sinval, e pela soldado Lidiane, da Patrulha Escolar do 2ºBPM.

Proerd - O programa acontece em 12 encontros dos policiais com os alunos na sala de aula, onde em cada um deles é desenvolvido um trabalho educativo de prevenção às drogas. Um policial militar fica responsável por organizar, junto à escola, as atividades pedagógicas e lúdicas que fazem parte da grade do programa. Ao final do ciclo, é feita uma formatura relembrando as lições que foram apreendidas ao longo das aulas.