Fale Conosco

2 de maio de 2013

Polícia e Bombeiros reforçam segurança do jogo Campinense x Flamengo



A Polícia Militar disponibilizou 400 policiais para garantir a segurança durante o jogo entre Campinense e Flamengo, na noite dessa quarta-feira (1º), no Estádio Amigão, em Campina Grande. Foram deslocadas tropas do 2º Batalhão, Batalhão de Operações Especiais (Bope), Canil, Cavalaria e Rotam (Ronda Ostensiva Tática com Apoio de Motocicletas). O comandante do 2º BPM, tenente coronel Souza Neto, explicou que não foi permitido o acesso ao estádio com bebidas alcoólicas e fogos de artifício.

O esquema de segurança incluiu ainda uma delegacia móvel para recepcionar as ocorrências. As rondas foram intensificadas em vários pontos da cidade antes da partida. A saída das torcidas também foi disciplinada, com a do Campinense saindo primeiro e, em seguida, a do Flamengo. O ônibus do clube carioca foi escoltado até João Pessoa, de onde seguiu para o Aeroporto Castro Pinto, em Bayeux, onde os jogadores pegaram o voo de volta para o Rio de Janeiro.

O policiamento empregado no jogo não prejudicou as rondas normais dos bairros. Os policiais que atuaram no Estádio são um reforço do próprio Batalhão de Campina Grande, tropas especializadas e policiais das cidades de Guarabira e João Pessoa.

Bombeiros – O Corpo de Bombeiros disponibilizou 40 militares durante o jogo. O efetivo atuou nas áreas interna e externa do Estádio “O Amigão”, de acordo com informações do comandante do 2º Batalhão dos Bombeiros Militar, major Lucas Severiano. Foram utilizadas viaturas de combate a incêndio, resgate (ambulâncias) e escalados 25 socorristas.