Fale Conosco

16 de novembro de 2011

Polícia Civil realiza maior aprensão de pasta base de cocaína no Estado



Na noite desse domingo (13), a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Capital apreendeu 35,526 quilos de pasta base de cocaína. Foi a maior apreensão da droga registrada pelas polícias do Estado, superando a apreensão recorde de 21 quilos realizada pela Especializada no final do mês de junho passado.

Os policiais flagraram o momento exato em que a droga estava sendo retirada de um veículo e levada para dentro de uma casa no bairro José Américo, na Capital. Segundo a polícia, o imóvel era alugado e servia de ponto de apoio para todas as transações dos traficantes. A droga foi trazida de São Paulo e seria distribuída em diversas bocas de fumo de João Pessoa, abastecendo o tráfico de drogas durante os meses de dezembro e janeiro.

“Silenciosamente, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes vem trabalhando em diversas investigações. Nesse caso, o grupo estava sendo monitorando há cerca de dois meses. Nos últimos 20 dias, nossas equipes se revezaram em campanas na localidade, até que ontem conseguirmos o flagrante, uma apreensão histórica para a Polícia Civil”, dise o delegado titular da DRE, Alan Murilo Terruel.

De janeiro a setembro de 2011, foram apreendidos mais de 300 quilos de entorpecentes em todo o Estado. Só a DRE foi responsável pela apreensão de mais de 100 quilos. A quantidade é sete vezes maior que o total de droga apreendida durante todo o ano de 2010.

Aspecto econômico – O carregamento aprendido, na forma de atacado, estava avaliado em R$ 500 mil. Se vendido no varejo, o material poderia ser dividido em 35 mil pedras de crack – e o valor com a revenda chegaria a mais de R$ 3 milhões.

“Essa é mais um operação importante realizada pela DRE, causando um abalo significativo ao tráfico de drogas e trazendo mais segurança para a sociedade paraibana. Ações como essas vão continuar acontecendo em toda a região metropolitana”, destacou a gerente de Polícia Civil Metropolitana de João Pessoa, Daniela Vicuuna.

Seis pessoas foram presas: Leosmar dos Santos Soares, 25 anos, autuado por tráfico e associação ao tráfico; José Danilo de Oliveira Silva, 24 anos, autuado por tráfico, associação ao tráfico e porte ilegal de munição de uso restrito; Sandro Silva de Almeida, 34 anos, autuado por tráfico e associação ao tráfico; Natália de Souza Melo, 20 anos, autuada por associação ao tráfico; Natália Barbosa Oliveira, 22 anos, autuada por tráfico e associação ao tráfico; e Taysa dos Santos Nascimento, 21 anos, grávida de nove meses, também autuada por associação ao tráfico. Segundo a polícia, a presença de mulheres no grupo ajudava a disfarçar as atividades do tráfico dentro da casa.

A jovem foi encaminhada a uma unidade de saúde e está sob custódia policial. Com os acusados, a polícia também apreendeu uma Pick-up Ford Ranger e um Corsa Sedan, 12 munições de uma arma de uso restrito e R$ 7.025 em dinheiro.

Todos os detalhes da operação foram divulgados durante coletiva realizada nesta segunda-feira (14), no auditório da Central de Polícia em João Pessoa, e contou com a presença dos delegados da DRE Alan Terruel, Aldrovile Grisi e Ramirez São Pedro e a gerente de Polícia Civil Daniela Vicuuna.