João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia Civil prende traficante que recrutava adolescentes

sábado, 9 de abril de 2011 - 16:29 - Fotos: 


A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Capital realizou mais uma operação importante de combate ao tráfico de drogas. Depois de um trabalho de investigação que começou em janeiro deste ano, policiais civis prenderam no final da tarde de quinta-feira (7), um traficante acusado de comandar um grupo numeroso no bairro de Mandacaru, inclusive de recrutar adolescentes para o tráfico de drogas.

Cristiano Alves da Silva, de 20 anos, o “Cabo Sam” foi preso na casa da avó, no bairro Jardim Veneza, na Capital. Com ele, a polícia apreendeu a quantia de R$ 630 em espécie, dinheiro supostamente resultante da venda de drogas. “O inquérito foi instaurado no dia 12 de janeiro. Na época, dois adolescentes apreendidos relataram que a droga comercializada por eles pertencia ao Cabo Sam. No dia 31 de março o mandado de prisão foi expedido, desde então ele vinha sendo procurado, até que hoje, efetuamos com êxito a prisão”, explicou o delegado titular da especializada, Allan Murilo Terruel.

O delegado afirmou, ainda, que o acusado integra uma das gangues rivais no bairro, chamada de “Os americanos” e que a disputa por território é uma das motivações dos assassinatos registrados nos últimos dias naquela área.  “Em Mandacaru existem, atualmente, duas facções que se intitulam de “Al-Qaeda” e “Americanos”. Cristiano pertencia aos “Americanos”. Todos esses grupos já foram mapeados e paulatinamente vão acabar com os líderes presos”, garantiu o delegado, acrescentando que a prisão de Cristiano também vai contribuir para as investigações que estão sendo realizadas pelas equipes da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (homicídios).

O delegado destacou, ainda, a atuação dos agentes de investigação. “Esse resultado se deve ao trabalho e empenho dos agentes. Eles caem em campo e colaboram decisivamente para o êxito das investigações realizadas por esta delegacia”, concluiu a autoridade policial.

Cristiano Alves da Silva está preso na Central de Polícia e deve ser conduzido a um dos presídios da Capital, onde vai permanecer à disposição da Justiça.