João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia Civil e Coordenadoria Criminal do MPPB discutem acordo de cooperação de combate ao crime organizado no Estado

quarta-feira, 19 de julho de 2017 - 17:16 - Fotos: 

O delegado geral da Polícia Civil da Paraíba João Alves recebeu esta semana a visita do coordenador criminal do Ministério Público da Paraíba, promotor de Justiça Octávio Paulo Neto. O encontro teve a finalidade de discutir um acordo de cooperação que tem como objetivo fortalecer as ações de combate ao crime organizado por meio da realização de ações conjuntas como as que já vêm sendo realizadas nos últimos meses.

A Operação Orange, deflagrada na terça-feira (11) pela Delegacia de Crimes Tributários e o Ministério Público da Paraíba, é uma delas. O trabalho desmantelou um esquema criminoso de emissão de notas fiscais falsas envolvendo empresários e funcionários de empresas nas cidades de João Pessoa e Bayeux. Onze pessoas foram presas na primeira e na segunda fase da Operação.

Nessa terça-feira (17), o Grupo de Operações Especiais (GOE), a 8ª Promotoria de Justiça Criminal do Ministério Público e o Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), em mais uma ação integrada, apreenderam em dois bairros da Capital aproximadamente 471 quilos de drogas, entre maconha, crack e cocaína. Quatro pessoas foram presas em flagrante. Esta é a maior apreensão em 2017 de entorpecentes prontos para a comercialização.

O promotor de Justiça Octavio Paulo Neto destacou a importância de uma parceria entre o Ministério Público por meio da Coordenação Criminal com a Polícia Civil. Um trabalho que já mostra resultados e que se destaca pela união das instituições que atuam combatendo o crime na Paraíba. “O Ministério Público e a Polícia precisam caminhar juntos, de forma integrada, para que ações alcancem os resultados desejados e evitem ruídos que possam atrapalhar os trabalhos”, disse Octavio Paulo Neto.

Para o delegado geral da Polícia Civil na Paraíba, João Alves, esta soma de forças no combate ao crime é muito positiva e os resultados dos últimos dias mostram isto quando 17 pessoas foram presas graças às investigações realizadas pelas equipes dos dois órgãos. “Esta integração deve ser comemorada porque é muito importante unir forças principalmente no nosso trabalho onde todos os dias lutamos contra práticas criminosas que tentam desafiar o sistema de Justiça criminal. Nessa luta de combate ao crime ter um aliado como o Ministério Público por meio da Coordenadoria Criminal fortalece as ações e vai trazer ainda mais resultados no campo investigativo possibilitando assim mais prisões”, concluiu o delegado geral.