João Pessoa
Feed de Notícias

Polícia apreende 85 quilos de maconha e crack em João Pessoa

segunda-feira, 24 de março de 2014 - 16:16 - Fotos: 

Mais uma ação qualificada de repressão a entorpecentes foi realizada pela Polícia Civil da Paraíba. Desta vez, a operação denominada ‘Relva’, executada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Capital, apreendeu mais 85 quilos de drogas, entre maconha e crack.

Foram presos Rodrigo Braz Filho, de 31 anos, e Diego Alexandro dos Santos Ribeiro, 29 anos, que já responde também processo por homicídio. Os traficantes e a droga foram apresentados na manhã desta segunda-feira (24) na Central de Polícia, bairro no Varadouro.

De acordo com o delegado Allan Terruel, titular da DRE, toda a investigação foi efetuada por agentes da delegacia, que prenderam primeiro o Diego Alexandro, na comunidade Paulo Afonso, Jaguaribe. Com ele foram encontrados 27 embalagens de maconha, uma de crack, um aparelho de telefone, chip, e ainda um veículo Celta, de cor preta e placas MOC 1223, utilizado para transporte do entorpecente.

Logo após, a Polícia seguiu em diligências e prendeu Rodrigo Braz. A droga foi encontrada com ele na casa onde mora no Bairro das Indústrias. Foram 29 embalagens de maconha, duas de crack, dois telefones, R$ 2.280 em dinheiro e quatro rolos de fita adesiva, que servem para empacotar a droga.“A quantidade apreendida totaliza 80 quilos e 762 gramas de maconha e cinco quilos e 20 gramas de crack. Segundo os presos, esse entorpecente é oriundo de Parnamirim (RN). Com a retirada desse material de circulação, enfraquecemos financeiramente o tráfico e não provocamos violência, pois a venda no varejo é prejudicada”, explicou o delegado Allan Terruel, titular da DRE.

O delegado acrescentou ainda que o entorpecente seria distribuído para a região metropolitana de João Pessoa e o nome da operação deve-se ao fato de os traficantes se referirem à droga como ‘mato’. Este ano, em menos de três meses, a delegacia especializada já apreendeu mais de 260 quilos de entorpecentes.

Todos os acusados serão encaminhados para o Sistema Prisional. Outras três pessoas envolvidas com tráfico na região já foram identificados pela Polícia Civil e devem ser presos nos próximos dias.