Fale Conosco

18 de fevereiro de 2015

Polícia Ambiental realiza 19 autuações por som alto durante o carnaval na Paraíba



O Batalhão de Polícia Ambiental realizou 19 autuações por som alto e aplicou multas que variaram de R$ 5 a R$ 50 mil no período do carnaval, nas cidades de Lucena, Baía da Traição, João Pessoa, Conde e Cajazeiras. Os equipamentos foram todos apreendidos. Além disso, três pessoas ainda foram conduzidas para a delegacia por perturbação do sossego, na praia de Jacumã, no Litoral Sul.

Ao todo, mais de 100 policiais do Batalhão Ambiental reforçaram as ações contra a poluição sonora neste carnaval. A PM recebeu, em todo estado, 976 solicitações para ocorrências de perturbação do sossego (som alto), 26 a mais do que foi registrado no carnaval de 2014, quando foram recebidas 950 solicitações.

Não diferente do ano anterior, os chamados se concentraram na Região Metropolitana de João Pessoa e nos Litorais Norte e Sul, com 859 atendimentos.

O comandante do Batalhão de Polícia Ambiental, major Tibério Pereira, destacou que o aumento do número de solicitações e autuações é comum por causa do período. “Justamente por isso fizemos um trabalho educativo em parceria com as prefeituras dos locais onde teve uma maior movimentação de pessoas no período, com a exposição de faixas e carros circulando com orientações aos foliões”, informou.

O oficial informou que a meta é expandir a integração entre as polícias Militar, Civil, Poder Judiciário e Ministério Público no trabalho de combate à poluição sonora. “Isso também vai proporcionar melhores condições aos policiais das viaturas dos setores, que terão ações mais qualificadas e completas quando no atendimento de ocorrências de perturbação do sossego, reduzindo assim, com esse trabalho integrado, o número de chamados”, detalhou.

Patrulhamento aquático – O Batalhão Ambiental reforçou a segurança também nas praias, rios e estuários do Litoral paraibano, onde foram realizadas abordagens a jet-skis, barcos e até em lanchas de transporte de passageiros.