Fale Conosco

4 de setembro de 2009

PM quer contar com todo efetivo para melhorar serviço à população



Conhecer a realidade de todo o efetivo da Polícia Militar da Paraíba que está trabalhando em outros órgãos e cortar o excedente disponível. Esses foram os objetivos de reunião do comandante geral da corporação, coronel Wilde de Oliveira Monteiro, com os seus assessores militares. O encontro aconteceu no Quartel do Comando Geral, na Praça Pedro Américo, em João Pessoa.

Na reunião foi demonstrado todo o efetivo que está disponível e ficou acertada a realização de um levantamento, para identificar os setores de trabalho de todos os integrantes da corporação. Através de medidas normativas, o comando vai determinar a imediata reintegração à tropa desses policiais, para que a população tenha mais proteção da PM.

O coronel Monteiro destacou que “o excedente terá que voltar para os batalhões, companhias ou destacamentos, no sentido de oferecer um serviço de melhor qualidade a todos os paraibanos”.
Ele explicou que os militares que estiverem em outros órgãos, só podem permanecer nessa situação por dois anos, sob pena de serem agregados. Já e os que estão irregulares, poderão sofrer penas previstas na lei disciplinar, que vai da agregação até a reforma proporcional.

Da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar