João Pessoa
Feed de Notícias

PM pronta para garantir a paz no Carnaval 2010 em todo o Estado

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 - 19:23 - Fotos: 
Todo o efetivo disponível será empregado nos festejos carnavalescos nos 223 municípios paraibanos. Foi o que informou nesta quinta-feira (4) o comandante geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Wilde de Oliveira Monteiro. As prévias carnavalescas de João Pessoa também vão receber atenção especial da corporação.

O coronel Monteiro disse que todos os levantamentos preliminares foram realizados pelo setor estratégico da PM e os locais de maior concentração de foliões, como o litoral norte e o sul, terão seu policiamento reforçado para assegurar a tranquilidade de todos.

Nas maiores cidades onde haverá desfile de blocos serão instaladas câmeras monitoradas diretamente pelo Centro de Informática da Polícia Militar, para identificar qualquer tipo de delito e seus autores.

Muriçocas – No caso do desfile do bloco Muriçocas do Miramar, considerado o maior bloco de arrasto da Paraíba, além das câmeras também serão colocados em pontos estratégicos postos de observações, delegacias móveis e ainda empregados na ‘quarta-feira de fogo’ mais de 900 homens e mulheres.

Para o comandante é de fundamental importância empregar toas as modalidades de policiamento da PM, pois além dos policiais a pé em todo o percurso, a CPTran, Cavalaria, Choque, Gate, Ciclopatrulha, Quadriciclos, Rotam, Canil e a Polícia Florestal serão utilizados nas ruas e áreas adjacentes, para evitar que o folião seja molestado ao tentar chegar ou sair da concentração do bloco.

O comandante geral da PM sugeriu que “os foliões brinquem com o espírito desarmado, esquecendo os problemas e se concentrando na folia. As pessoas devem evitar o porte de jóias como cordões, relógios ou pulseiras de ouro. É bom só utilizar o dinheiro que for gastar, não exibindo a quantia que carrega na ocasião”, completou.

Ele também ressaltou que em caso de algum problema durante o percurso do bloco ou em praias do litoral paraibano, o folião ou turista deve procurar imediatamente um policial militar, “que estará sempre apto a servi-lo para solucionar qualquer ocorrência”.

Marcos Tadeu, da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar