Fale Conosco

19 de maio de 2009

PM planeja ações em várias frentes para reduzir criminalidade



A Polícia Militar vai deflagrar operações em diversas frentes, com o objetivo de reduzir ao máximo os índices de violência em toda a Paraíba. Para tanto, a corporação pretende intensificar ações preventivas como blitzen e barreiras policiais em pontos estratégicos, bem como aumentar o efetivo nas ruas das cidades.

Para debater essas iniciativas, o comandante geral da PM, coronel Marcos Antônio Carvalho, reuniu todos os comandantes de batalhões, companhias e pelotões na manhã desta terça-feira (19), no auditório do Quartel do Comando Geral, em João Pessoa.

O coronel lembrou, na ocasião, que a maioria dos crimes de homicídios tem relação com o tráfico de drogas e, para combater esse tipo de violência, o Serviço de Inteligência da PM realizará levantamentos dos pontos mais críticos, identificando as pessoas envolvidas nesses casos.

Ainda esta semana, o comandante geral vai detalhar ao secretário de Segurança e Defesa Social, Gustavo Gominho Ferraz, tudo que foi discutido e decidido na reunião, para que – sob o comando daquela autoridade – seja desenvolvida toda a operacionalidade das medidas.

Na reunião, o coronel Carvalho determinou total empenho a todos os comandantes de unidades militares dos 223 municípios paraibanos, “para que façam seu trabalho de forma efetiva e eficaz na proteção da sociedade. Várias operações com barreiras policiais serão montadas nas divisas da Paraíba com os estados de Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte, para evitar o tráfico de drogas, armas de fogo, roubo de veículo e de cargas”.

Todo o aparato policial existente na corporação será empregado nos pontos mais críticos nas maiores cidades da Paraíba. O Serviço de Inteligência também será utilizado com maior freqüência em todos os bairros de João Pessoa, para que sejam feitos levantamentos dos pontos de vendas e das pessoas envolvidas no tráfico de drogas.

Enfim, os variados tipos e modalidades de policiamento serão ativados em sua totalidade, com a finalidade de diminuir significativamente a criminalidade no território paraibano. O comandante da PM ainda declarou que as forças de segurança pública do Estado, “sejam as polícias civil, militar, federal ou rodoviária federal estão juntas de forma irmanada para combater a criminalidade”.

Marcos Tadeu, da Assessoria da PM