Fale Conosco

19 de julho de 2011

Plano Estadual de Combate ao Crack e outras drogas é elaborado em encontro na Capital



A sistematização do Plano Estadual de Combate ao Crack e outras Drogas intitulado “União pela Vida”, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), foi encerrada nesta terça-feira (19) no Hotel Hardman, em João Pessoa. O Plano está dividido em três eixos estratégicos: repressão, prevenção e qualificação.

A secretária da SEDH, Aparecida Ramos, participou da abertura do evento e disse que até o final deste mês o Plano será apresentando ao governador Ricardo Coutinho. “Estamos fazendo a sistematização do plano com três eixos. Um é a repressão às drogas com a aparelhagem da polícia e um atendimento diferenciado para quem é usuário e quem vende. Temos a rede sócio-assistencial com atendimento ao usuário na rede hospitalar, a assistência a família e locais para denúncias”.

Segundo a secretária, outro ponto fundamental é a qualificação dos profissionais e a inclusão de cursos de curta duração para adolescentes que cumprem medidas sócio-educativas. Ela chamou a atenção, mais uma vez, que o combate ao crack e outras drogas é uma batalha que deve ser travada por toda a sociedade. “A luta contra o crack é tarefa do Estado, mas também da sociedade civil e para que a gente possa enfrentar este mal precisamos do apoio de familiares dos usuários, das igrejas e de todos de uma forma geral”, enfatizou.

Parceiros no combate às drogas – A ação do Plano “União pela Vida” conta com a participação do Programa Estadual de Políticas Sobre Drogas, várias secretarias de Estado, Ministério Público, organizações não governamentais e lideranças comunitárias.

O Centro Regional de Referência para Formação de Profissionais da Rede de Atenção ao Usuário de drogas (CRR/IFPB), outro colaborador do Plano, já está capacitando 370 profissionais, através da Política Nacional de Combate às Drogas, que está diretamente ligada à política estadual de enfrentamento às drogas. A formação é distribuída em quatro cursos específicos dirigidos a médicos do Programa de Saúde da Família, a profissionais da rede Sistema Único de Assistência Social (Suas) e agentes comunitários de saúde.

De acordo com Vânia Medeiros, que coordena o CRR, outro curso está sendo traçado para ser oferecido. “Hoje estamos pensando um plano de formação dos profissionais do Estado da Paraíba. A previsão nesta nova etapa é de capacitar professores, policiais, jornalistas, gestores e pessoas em recuperação”, frisou.