Fale Conosco

13 de outubro de 2011

Plano de Enfrentamento ao Crack na PB é entregue ao governador



O Plano Estadual de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, denominado “União pela Vida”, foi apresentado nesta quinta-feira (13), no Palácio da Redenção, ao governador Ricardo Coutinho. Primeiro a ser elaborado na Paraíba, o plano foi entregue pela comissão organizadora formada por representantes do governo, de instituições públicas, da sociedade civil e de organizações não governamentais (ONGs).

 

O plano está dividido em três eixos estratégicos: prevenção, reinserção social e repressão qualificada a partir de metas e ações a serem desenvolvidas de maneira articulada. O objetivo é a formação de uma rede articulada de serviços na área social, educacional e de saúde que desenvolva ações de enfrentamento ao crack e outras drogas.

Durante a reunião, o governador anunciou que o plano será apresentado à sociedade até o final do mês de novembro, com as respectivas ações e metas a serem atingidas. A aplicação e o acompanhamento das metas serão feitos por um Comitê Gestor, pelo Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas e por fóruns de discussão em sociedade.

Ricardo destacou a importância que as ações do plano sejam desenvolvidas junto às escolas tendo os professores como multiplicadores no trabalho de prevenção e de aplicação dos próprios conteúdos programáticos, além da estruturação de uma rede de assistência social e de saúde para tratamento e recuperação dos usuários.

 

Outra meta do plano, segundo o governador, é inserir os usuários de drogas em processo de recuperação nos cursos profissionalizantes de curta duração que serão aplicados pelo Governo do Estado. “O Estado precisa se articular com a iniciativa privada para que essas pessoas, já em fase de recuperação, tenham uma qualificação para ingressar no mercado de trabalho com uma renda mensal que permita sair da dependência e se reintegrar à sociedade.

Sabemos que a caminhada contra o crack é longa e difícil, mas queremos atuar conjuntamente para criar uma rede que combata esse grande problema social”, ressaltou Ricardo Coutinho.

Ações educativas – A secretária de Desenvolvimento Humano do Estado, Aparecida Ramos, disse que outro ponto prioritário é a prevenção por meio da informação sobre os efeitos do crack e pelo desenvolvimento de ações educativas, esportivas e culturais, que criem multiplicadores para impedir o seu uso, já que o crack é capaz de viciar a partir da primeira vez e leva o usuário à morte em pouco tempo.

 

Aparecida ressaltou que o governo vem desenvolvendo várias ações de enfrentamento ao crack, como o aumento do número de leitos para tratamento, a ampliação dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e a formação de 360 profissionais na área de assistência e de saúde para o tratamento aos usuários de crack e outras drogas.

O pastor João Pereira Filho, diretor do Programa Estadual de Políticas sobre Drogas, lembrou que desde janeiro o governo e a sociedade civil começaram a trabalhar para a elaboração do plano, como a criação do cadastro de 67 comunidades terapêuticas que trabalham com dependentes químicos, o levantamento dos CAPS no Estado e a capacitação dos profissionais do SUS e do Sistema Único de Assistência Social (Suas). “O resultado disso é a confecção deste primeiro Plano de Combate às Drogas no Estado da Paraíba. O governador foi muito receptivo ao plano, dando ideias que serão aplicadas na segunda fase do plano, que é a execução das ações”, destacou.

João Filho destacou a importância da participação dos diversos segmentos da sociedade na elaboração do plano. “A execução da política sobre drogas se faz efetiva quando envolve o poder público e o empenho de cada pessoa e de cada comunidade. Numa verdadeira União pela Vida”, finalizou.

 

A reunião também contou com a presença dos integrantes da comissão organizadora do plano: Maria do Socorro Vieira, Vânia Maria Medeiros, Shirlene de Queiroz, Crisvalter Rogério de Araújo e Luciana Leal.