João Pessoa
Feed de Notícias

Plano de combate ao Aedes aegypti visitou 21,06% dos imóveis em Cabedelo

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 - 13:11 - Fotos:  Ricardo Puppe

Do último dia cinco até o dia 21, Cabedelo registrou 21,06% de imóveis visitados, dentro das ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Exército Brasileiro e o município inspecionou 7.637 dos 36.249 imóveis.

Entre os imóveis em que os agentes tiveram acesso, 65 estavam com focos que foram destruídos, 495 receberam tratamento preventivo e os demais não apresentavam risco. As equipes não tiveram acesso a outros 2.837 imóveis, que estavam fechados.

A meta do Ministério da Saúde é que todos os imóveis do estado sejam visitados até o dia 31 deste mês, com o objetivo de detectar e exterminar criadouros e focos do mosquito transmissor da dengue, Chikungunya e Zyka Vírus.

Até agora, já foram visitados os bairros Jardim América, Bela Vista, Intermares e Ponta de Campina, onde o trabalho começou nesta segunda-feira (25), com equipe de 18 soldados.

O apartamento do comerciante Manoel Gonçalo foi um dos primeiros a receber a visita. “Tenho o maior cuidado para não dar chance ao mosquito, a exemplo de não ter vasos e nenhum outro recipiente que acumulem água. Mesmo assim, faço questão que a equipe entre no meu apartamento, pois este trabalho de prevenção é muito importante”, disse.

A porteira do prédio onde o comerciante mora, Vanuza Medeiros, tranquilizou-se com a presença das equipes de soldados do Exército e de Agentes Comunitários de Endemias (ACE). “Eu trabalho e moro neste bairro e um dos problemas daqui é a grande quantidade de terrenos baldios com acúmulo de lixo e água da chuva empoçada, atraindo mosquitos”, falou.

A filha de Vanuza, a artesã, Viviane de Lima, teve dengue e chikungunya. “Era muita coceira, o corpo todo vermelho, diarréia, febre, dores de cabeça, nos olhos e no corpo. Fui até demitida porque a empresa não aceitou um atestado após o outro. Tenho certeza que o mosquito que me picou veio desses terrenos”, disse.

Com a presença de soldados do Exército, a ação está ocorrendo, simultaneamente, em Cabedelo, Bayeux, João Pessoa, Santa Rita e Campina Grande. E, com o Corpo de Bombeiros, nos municípios do Conde, Alhandra e Malta. Nos demais municípios, as ações vêm ocorrendo com os Agentes Comunitários de Endemias (ACE).