João Pessoa
Feed de Notícias

Planetário do Espaço Cultural vai reabrir no dia 28 deste mês

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010 - 16:02 - Fotos: 

Crianças e adolescentes de João Pessoa terão mais uma opção de lazer e de conhecimento, porque o Planetário do Espaço Cultural será oficialmente reaberto no dia 28 deste mês, marcando o início de uma programação de atividades da Fundação Espaço Cultural. O projetor alemão Space Master da marca Karl Zeiss reflete na abobada branca o céu de João Pessoa, o espaço lunar, os planetas, as constelações, as coordenadas geográficas, entre outras informações das áreas de Astronomia e Geografia.

O planetário tem cinco programas que servem de atração para o público. São 135 cadeiras e cada sessão tem 30 minutos de duração. Pela programação do Espaço Cultural, nas terças e quintas-feiras o local está reservado para as escolas agendadas (podem ser públicas e privadas, o importante é fazer o contato antes). Aos sábados e domingos, às 17h, o acesso é aberto ao público em geral. Há espaço físico para cadeirantes. O ingresso custa R$ 2,00 para estudantes e R$ 4,00 para adultos.

“Fizemos contatos com dirigentes de escolas públicas e particulares para divulgar o planetário e também com a Funad para atender portadores de necessidades especiais”, informa Maurício Burity, presidente do Espaço Cultural, acrescentando que também está pleiteando junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), recursos para a digitalização da programação do planetário, que ainda está em equipamento analógico. O projeto foi inserido num edital do órgão federal e, se for aprovado, representará a aplicação de R$ 300 mil na modernização daquele equipamento da Funesc.

Curiosidade – O projetor do Planetário do Espaço Cultural foi uma doação da antiga Alemanha Oriental ao governo brasileiro, como forma de compensar uma dívida com o Brasil, oriunda da compra de café. Nesta negociação foram fornecidos três projetores (um veio para a Paraíba, outro ficou em São Paulo e o terceiro foi destinado ao Paraná) e mais dois microscópios eletrônicos que serviram para duas universidades, segundo relato do coordenador do Planetário, Damião Carvalho de Souza, responsável pelo setor há mais de 20 anos.

Naná Garcez, com fotos de Walter Rafael, da Secom-PB