João Pessoa
Feed de Notícias

Planetário do Espaço Cultural é destaque em revista nacional

sexta-feira, 26 de junho de 2015 - 09:06 - Fotos:  Reprodução

O Planetário da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) é destaque de capa da edição deste trimestre da revista Planetária, organizada pela Associação Brasileira de Planetários (ABP), periódico de publicação trimestral especializado no segmento. A revista enfatiza o aniversário de 33 anos do Planetário estadual, recém completados no dia 18 de junho, bem como o seu pioneirismo no Norte e Nordeste, sendo o primeiro instalado na região. A matéria ainda exalta o caráter educativo do equipamento, que realiza um importante trabalho junto a escolas da rede pública e privada da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Para ter acesso à edição número 6 da revista Planetária, basta acessar o site da ABP, que é o planetarios.org.br, ou pelo link: http://issuu.com/planetarios/docs/planetaria_nr.6. O download da publicação pode ser feito gratuitamente.

Com 33 anos de história e mais de um milhão e meio de expectadores, o Planetário da Funesc é um dos raros exemplares do tipo Space Master analógico com sistema óptico mecânico existentes no Brasil ainda em funcionamento. Em todo país existem apenas quatro, que estão nas cidades de João Pessoa, Goiânia, Porto Alegre e Brasília. “Sua definição precisa, além de outras vantagens, permite ao espectador ter contato visual com a mais fiel reprodução do céu, com estrelas pontuais”, explica o planetarista Damião Cavalcante, que há 30 anos dirige a unidade cultural.

História do Planetário da Funesc – O primeiro planetário do Norte e Nordeste foi instalado ainda no ano de fundação do Espaço Cultural, no dia 18 de junho de 1982. Seu trajeto até a Praça do Povo foi longo. O equipamento que possibilita o estudo da astronomia chegou ao Brasil através de uma dívida alemã. O país dos arianos possuía uma dívida com o Brasil devido à aquisição de café, produto bastante exportado pelo nosso país na época. Para quitar a dívida, a Alemanha enviou alguns equipamentos de alta tecnologia. Um deles foi o Planetário, que a princípio deveria ser enviado ao Estado de Pernambuco.

Em negociação com o Ministério da Educação, o então governador da Paraíba, Tarcísio de Miranda Burity, conseguiu trazer o Planetário para a Paraíba e instalá-lo no Espaço Cultural, que teve seu projeto original alterado para receber o equipamento. Em 33 anos recém completados, cerca de um milhão e meio de pessoas já assistiram às suas sessões, que são bastante requisitadas inclusive por escolas dos estados de Pernambuco e Paraíba.

Reforma – Assim como os outros ambientes do Espaço Cultural, o Planetário também foi incluído no pacote de obras do Governo do Estado que beneficiou a cultura. A obra no Planetário encontra-se em fase final de acabamento. Ao ser reaberto, os paraibanos e visitantes conhecerão uma nova estrutura com muito mais conforto. Além de troca da instalação elétrica, pintura interna e externa da cúpula, troca de carpete, reforma das quatro salas de apoio, o espaço principal recebeu novas poltronas, maiores e mais confortáveis, que possibilitam melhor visibilidade do céu. Com a mudança e adaptação à acessibilidade, o local vai passar a comportar 107 pessoas sentadas, distribuídas em 104 poltronas e três espaços para cadeirantes. Nos primeiros meses do segundo semestre deste ano, o Planetário retoma o agendamento das visitas semanais das escolas e grupos e as sessões de finais de semana serão abertas ao público sem a necessidade de agendamento.