Fale Conosco

7 de março de 2014

Pesquisa do Ideme revela queda de 0,59% na cesta básica de João Pessoa no mês de fevereiro



A cesta básica da cidade de João Pessoa apresentou um decréscimo de 0,59%, no mês de fevereiro deste ano, ficando o acumulado no ano em 1,88% e nos últimos doze meses de -1,01%. A informação é do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme), que promove pesquisas e estudos estatísticos nas áreas econômica, política e social na Paraíba há mais de 30 anos.

Segundo o estudo do Ideme, o custo total da cesta em fevereiro foi de R$ 267,90, passando a representar aproximadamente 37% do salário mínimo de R$ 724,00. Portanto, um trabalhador que nesse período ganhou salário mínimo precisou trabalhar o equivalente a 81 horas e 26 minutos para adquirir sua alimentação individual. Já uma família composta por quatro pessoas teria que dispor de R$ 1.071,60 para adquirir a alimentação básica.

De acordo com a pesquisa, os preços praticados em João Pessoa no mês de fevereiro/14, revelaram quedas nos seguintes produtos: frutas: banana e laranja (5,05%), feijão (4,70%), legumes: abóbora, beterraba, batata-inglesa, cenoura e tomate (3,65%), arroz (3,40%), óleo de soja (2,99%), açúcar (2,15%), leite pasteurizado (0,76%) e farinha de mandioca (0,59%). Já os produtos que apresentaram aumentos nos preços médios foram: raízes: inhame, batata-doce e macaxeira (7,55%), carnes (1,48%) e café moído (0,98%). Enquanto que a margarina e o pão francês se mantiveram estáveis.

A pesquisa sobre o comportamento da cesta básica ou ração essencial mínima no Ideme segue o Decreto-Lei nº. 399, de 30.04.1938, que estabelece treze produtos alimentares básicos (arroz, feijão, carnes, farinha de mandioca, café, pão, leite, açúcar, margarina, óleo de soja, legumes, frutas e raízes) e suas respectivas quantidades.

Vinculado à Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão da Paraíba (Seplag), o Ideme tem a missão de contribuir para a construção e a implementação de políticas públicas, via produção de estudos, pesquisas e projetos de natureza global e/ou setorial nas áreas socioeconômicas, focando o desenvolvimento sustentável na Paraíba e seus municípios.