João Pessoa
Feed de Notícias

Peritos se reúnem para discutir problemas relacionados a perícia criminal

segunda-feira, 1 de março de 2010 - 14:15 - Fotos: 
O diretor geral do Instituto de Polícia Científica (IPC), Antônio Toscano, disse nesta segunda-feira (1) que toda a ação da Central de Acompanhamento de Inquéritos (Caimp-JP) é uma verdadeira perícia. “São atitudes concretas do profissionalismo, peculiar dos integrantes da Central que honram o serviço público e demonstra o interesse comum para o bem coletivo”, disse.

As dificuldades de se realizar o trabalho de uma perícia criminal de forma irrepreensível com o máximo de seriedade e excelência vêm de fatores externos que fogem totalmente ao controle dos peritos, como ficou clara na explanação aos promotores pela equipe do IPC. “O maior problema, apontado pelos peritos, é a falta de preservação do local de crime”.

Várias formas de solução foram encaminhadas durante encontro em 22 de fevereiro e deverão ser avaliadas na sexta-feira (5) quando serão amadurecidas outras formas de providências, durante encontro entre policiais, peritos e Caimp para que a polícia científica possa contar com o apoio da sociedade para realizar seu trabalho e apresentar os resultados que a coletividade espera.

Durante o encontro dos coordenadores da Caimp com dirigentes, peritos, técnicos e assessores do IPC, Toscano, sugeriu campanhas públicas de conscientização e treinamento de policiais esclarecendo sobre a importância de preservação do local do crime. O Hospital de Emergência Trauma é parte importante e também deve orientar o procedimento na coleta, remessa e análise de provas durante o atendimento hospitalar às vítimas de crimes e acidentes.

Inise Machado, da Assessoria de Imprensa da Seds