João Pessoa
Feed de Notícias

Peças produzidas por reeducandos são destaque no Salão de Artesanato da Paraíba

sexta-feira, 21 de junho de 2013 - 16:04 - Fotos:  Secom/PB

As redes, porta-retratos, origamis, barcos de palito de picolé, bonecas de pano, jarros decorativos, boinas de crochê e esculturas feitas de sabonete, produzidos por reeducandos das unidades prisionais paraibanas, ganharam destaque na tarde dessa quinta-feira (20), no 18º Salão de Artesanato da Paraíba, que acontece até o próximo dia 30, na cidade de Campina Grande.

Na ocasião, o secretário Wallber Virgolino parabenizou as unidades prisionais participantes e revelou que pretende ampliar o Programa ‘Cidadania é Liberdade’ junto ao programa de Artesanato da Paraíba. “Participar de um evento como este, de uma abrangência tão ampla, é uma verdadeira vitrine para que as pessoas conheçam o trabalho de ressocialização desenvolvido no Sistema Penitenciário da Paraíba, aqui estão presentes, de forma concreta, ações positivas de um trabalho verdadeiro e feito com muita determinação pelo Governo do Estado, além de sensibilizar a sociedade que estes verdadeiros artesãos estão produzindo arte e se preparando para o retorno ao convívio social”, avaliou.

Também participaram do evento, a gerente executiva de Ressocialização, Ziza Maia, A diretora do Presídio Feminino de Campina Grande, Alinne Cardoso, o diretor da Penitenciária Regional Raimundo Asfora, Manuel Eudes Osório e o diretor da Penitenciária Padrão de Campina Grande, Anselmo Vasconcelos, além do chefe de Disciplina da Penitenciária Geraldo Beltrão, Charles Mota e o diretor adjunto da Presídio Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes – PB 1, Bruno Cavalcanti.

Estão expostas e já começaram a serem vendidas, as peças confeccionadas nas unidades prisionais Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes – PB1, Penitenciária de Segurança Máxima Criminalista Geraldo Beltrão, Penitenciária Padrão de Catolé do Rocha, Penitenciária Feminina de Campina Grande e Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão. A Gerência Executiva de Ressocialização acompanhou a abertura dos trabalhos dentro do salão e mantém contato com as unidades envolvidas neste projeto.

Este processo está inserido no Programa ‘Cidadania é Liberdade’, que promove ações de ressocialização nas áreas da cultura, educação, trabalho, saúde e família.