João Pessoa
Feed de Notícias

PBGÁS realiza treinamento para primeiros socorros

quarta-feira, 21 de maio de 2014 - 12:28 - Fotos: 

A Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS), por intermédio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), realizou evento na manhã dessa quinta-feira (21), com o objetivo de instruir os seus colaboradores sobre práticas e atitudes em necessidade de primeiros socorros. A atividade envolveu palestra e treinamentos com simulação junto aos trabalhadores da Companhia.

O profissional convidado foi o técnico em Enfermagem do Samu, Aerton Meireles, que fez uma apresentação sobre os vários tipos de acidentes ocorridos na zona urbana da Capital e em áreas fechadas, e alertou sobre experiências equivocadas que algumas pessoas praticam quando pretendem socorrer uma vítima. Tom Meireles, como é conhecido por suas palestras e treinamentos em organizações e programas de TV, é também formado em Educação Física com especialização em Metodologia do Ensino Superior.

Essa nossa ação, aqui na PBGÁS, é muito importante para preparar pessoas que não conhecem as técnicas básicas para uma atitude em qualquer tipo de acidente de trabalho”, disse Meireles. “Esse tipo de treinamento é de grande utilidade porque alerta pessoas leigas no assunto, e prepara a todos para qualquer tipo de imprevisto a que estamos sujeitos na nossa rotina”.

O diretor Administrativo e Financeiro da PBGÁS, David dos Santos Mouta, disse que a ação faz parte do compromisso empresarial com a Segurança, a Saúde e, também, com a valorização do trabalhador. “Às vezes paramos algumas horas de trabalho para estimular os nossos colaboradores no aprendizado, no treinamento e conscientização para certas práticas que eles podem utilizar na vida, e não apenas no âmbito interno do seu trabalho”.

Ao avaliar o resultado do evento, o presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, Denninson de Melo, explicou que essa atividade faz parte do plano de ação da CIPA em relação a prevenção de acidentes de trabalho. “Hoje a PBGÁS tratou de um assunto muito importante, que a maioria das pessoas desconhece e não está preparada para situações de emergência”, explicou.