João Pessoa
Feed de Notícias

PBGás esclarece que leilões deixarão Gás Natural mais barato

quarta-feira, 10 de março de 2010 - 18:50 - Fotos: 

A PBGás realizou reunião pública com os clientes dos segmentos industrial e automotivo, com a finalidade de divulgar e esclarecer dúvidas a respeito do novo formato de leilões de gás natural. O encontro ocorreu na terça-feira (9), no Hotel Verde Green, no Bairro de Manaíra, em João Pessoa.

 A oferta da PBGás foi construída com base na oferta da Petrobras, mas adaptada à realidade local, com vistas a torná-la mais atrativa ao cliente e estimular sua participação nos leilões. As diferenças entre as ofertas são as seguintes:

Petrobras - período de seis meses, volume fixo para os seis meses e compromisso de retirada mínima de 30%;

PBGás – o cliente pode contratar apenas os meses que julgar necessário, e também contratar volumes distintos em cada um dos meses de acordo com sua expectativa de consumo e o compromisso de retirada é de apenas 10%.

Redução de tarifas – Os clientes têm conseguido adquirir volumes adicionais de gás natural com uma redução de 20 a 30%, em relação às tarifas de longo prazo. O leilão de curto será realizado no dia 16 deste mês e os clientes têm até o dia 15 próximo para fazer suas propostas ao leilão de curto prazo. No mesmo dia, eles serão comunicados sobre o sucesso das propostas. O fornecimento de gás na modalidade curto prazo começará no dia 1º de abril.

Além dos pregões de curto prazo, os clientes agora têm mais uma opção: os leilões semanais. Neles, os preços tendem a ser ainda menores do que os de curto prazo e o período de fornecimento pode variar de uma a quatro semanas, de acordo com a escolha do cliente. Ele é indicado para os compradores que tenham demanda de gás sazonal, aqueles que queiram substituir um outro combustível pelo gás natural ou por aqueles cuja demanda pelo energético é estável, mas que pretendam reduzir o custo médio de aquisição de gás.

Esse tipo de leilão ganha ainda mais importância, dado que em algumas indústrias do Estado, o gás natural chega a representar cerca de 20% dos custos de produção. Segundo algumas simulações feitas pela PBGás e apresentadas aos compradores nas reuniões, o cliente que fizer o seu ‘dever de casa’ pode ter uma economia na sua fatura mensal de gás natural de até 15%.

 
Da Assessoria de Imprensa da PBGás