Fale Conosco

18 de abril de 2013

PBGás atinge a marca de 5 mil residências e registra um crescimento de 400 por cento



A Companhia Paraibana de Gás (PBGás) anunciou, nesta quinta-feira (18), que atingiu a marca de 5 mil moradias, em João Pessoa, que passaram a utilizar o gás natural em suas instalações. Com esse número, a empresa também comemora um recorde de 400 por cento de ligações em menos de dois anos, somente no segmento de mercado residencial, considerada uma importante conquista no programa de investimentos da empresa para levar o gás natural ao maior número de paraibanos.

Em maio de 2011, a companhia registrou a ligação do seu milésimo cliente, segundo informou o gerente de Mercado Residencial e Comercial, Renato de Carvalho Vilarim. “Daquele momento até o mês de abril de 2013, fechamos a marca de 5 mil moradias, ao ligar 4 mil unidades em apenas um ano e 11 meses. Isso significa que tivemos um crescimento de 400 por cento nesse curto espaço de tempo, ao longo de uma história de 18 anos de existência da PBGás”, enfatizou.

O edifício que traz esse marco para a distribuidora na capital paraibana é o Condomínio Salzburg, localizado na rua Giácomo Porto, no bairro do Miramar. O prédio conta com 40 Unidades Individuais Autônomas (UIAs), como são chamados os apartamentos, e todos já estão funcionando com gás natural canalizado a partir desta semana.

“Esse condomínio entra para a história como símbolo de uma meta que vem sendo atingida pela companhia”, disse o diretor técnico comercial da empresa, Germano Sampaio de Lucena. Para ele, sempre que a empresa atinge esses números é possível estabelecer um parâmetro de metas atingidas, o que mostra que o gás natural está chegando cada vez mais às residências.

“O número é emblemático, é animador e nos dá uma dimensão do tanto que ainda vamos avançar no mercado residencial. Atingir esse número, e ainda um percentual elevado de crescimento em menos de dois anos, mostra que o nosso compromisso vem sendo cumprido em tempo recorde, desde que a PBGás resolveu investir em programas de expansão e interligação de clientes nesse mercado. Não temos como negar que o gás natural é uma tendência para um grande número de residências em futuro muito próximo”, observou Germano.

O diretor administrativo e financeiro e presidente em exercício da distribuidora, David dos Santos Mouta, destacou futuros investimentos no mercado residencial e disse que a meta da PBGás é chegar às sete mil moradias até dezembro de 2013. Ele disse que, nos próximos dias, a companhia deverá anunciar a ligação do primeiro condomínio no Altiplano, bairro onde foi concluída, recentemente, uma obra de 9 quilômetros de gasodutos para atender ao setor imobiliário que investe naquela área e, também, a outros condomínios já existentes.

David lembrou, também, o já anunciado Projeto Borborema, uma obra que levará o gás natural para comércios e residências de Campina Grande. “Com esse investimento para Campina, estamos dando o pontapé inicial no programa de interiorização da Companhia, pois o nosso objetivo é levar o gás natural ao maior número de paraibanos”, disse David.