João Pessoa
Feed de Notícias

PBGás atende restaurantes com gás natural em Campina Grande

quarta-feira, 27 de maio de 2015 - 17:09 - Fotos: 

A PBGás ligou esta semana o primeiro estabelecimento comercial ao gás natural dentro do Projeto Borborema, em Campina Grande. A churrascaria Urca Grill, localizada na rua João Quirino, no bairro do Catolé, já opera com o combustível mais econômico, seguro e ecológico. Nesta quarta-feira (27), a PBGás também iniciou a instalação da rede interna para a ligação do restaurante Tuxá, também no Catolé, que passará a utilizar o gás natural.

Em Campina Grande, o restaurante Mileniun foi o primeiro a funcionar com gás natural em janeiro de 2013, antes mesmo do início do projeto Borborema e é considerada uma experiência pioneira e de sucesso na região.

O presidente da PBGás, George Morais, destacou que o Projeto Borborema prevê investimentos de mais de R$ 7 milhões na implantação da rede de distribuição de gás canalizado de 10 km nos bairros do Catolé e do Mirante.  “O segmento comercial e residencial em Campina Grande tem muito espaço para crescer e estamos preparados para levar os benefícios do gás natural a um número cada vez maior de pessoas e empreendimentos”, ressaltou.

O diretor técnico e comercial da PBGás, Carlos Vasconcelos, afirmou que a meta da companhia é ampliar, junto com a rede de distribuição que está em obras, as ligações do gás natural em condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais em Campina Grande. Para ele, a cidade como polo comercial e industrial representa uma prioridade da PBGás pelo seu perfil desenvolvimentista e empreendedor.

De acordo com o gerente regional da PBGás, Carlos Alberto, a companhia também já concluiu a rede de distribuição para atender ao shopping Luiza Mota, que em breve estará utilizando o gás natural. “Os primeiros clientes no bairro do Catolé estão satisfeitos com a qualidade da queima do energético em seus aparelhos convertidos e a fatores como o abastecimento contínuo, economia e mais segurança”, disse, vislumbrando um crescimento considerável do gás natural no mercado.

O empresário paraibano José Leonaldo Silva, mais conhecido como Naldo, se mostrou satisfeito com a chegada do gás natural à churrascaria Urca Grill, inaugurada há apenas 15 dias. Ele já trabalha há vários anos com gás natural em outros dois restaurantes que possui no Rio de Janeiro e quando soube que a rede de distribuição passava na porta do seu estabelecimento no bairro do Catolé não perdeu tempo e procurou a PBGás para fazer a instalação. “Tinha pressa na instalação devido ao período junino e fui bem atendido”, observou.

E acrescentou: “Optei pelo gás natural pela comodidade de não precisar estar constantemente chamando o caminhão do gás para abastecer e por não precisar estocar botijões em meu estabelecimento. Já cheguei a ter o piso danificado devido ao armazenamento de grandes botijões de gás de cozinha”.

Naldo também ressaltou que o custo benefício do gás natural é melhor por queimar totalmente e o cliente só paga o que consome, diferentemente do gás de cozinha, que sempre deixa resíduos no fundo do botijão causando prejuízos. “Também fico mais tranquilo com a segurança dos meus funcionários e clientes, já que o gás natural é mais leve e oferece menor risco de acidentes”, completou o empresário.