Fale Conosco

28 de novembro de 2011

PB lidera produção nacional de abacaxi e Emater promove debate



A Paraíba continua liderando a produção de abacaxi no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que estima para este ano uma colheita de 273.035.000 de frutos.  Em2010, aabacaxicultura paraibana injetou na economia do Estado cerca de R$ 229 milhões e gerou 18 mil empregos diretos, em uma área de mais de oito mil hectares espalhada pelos municípios do Litoral e Zona da Mata.

Com o intuito de disseminar novas tecnologias de produção e, com isso, aumentar a competitividade dos produtores diante do crescimento da cultura do abacaxi, será realizado na próxima quarta-feira (30), em Araçagi, o IV Seminário da Abacaxicultura Paraibana. O público esperado são produtores, técnicos, professores, estudantes, pesquisadores e representantes de associações, cooperativas, além de empresas que atuam com a cadeia produtiva do abacaxi.

Os debates vão focar principalmente, questões relacionadas ao empreendedorismo na gestão da produção, competitividade e exportação. Serão discutidos também, aspectos como defensivos agrícolas e manejo de pragas e doenças do abacaxizeiro.

A boa notícia é a introdução de novas cultivares, como a variedade Vitória, resistente à fusariose, doença que atinge o fruto, causando perda de cerca de 40 por cento da produção. As mudas foram plantadas no município de Itapororoca e estão passando por um processo de tratos culturais para serem distribuídas com agricultores familiares das regiões produtoras de abacaxi no Estado.

Integram a programação do evento temas como padronização e comércio nacional de abacaxi, produção integrada, sustentabilidade da cadeia produtiva, além de painéis sobre mercados consumidores e intercâmbio de informações sobre experiências de sucesso de produtores.

O Seminário é uma realização da Secretaria do Desenvolvimento Agropecuária e da Pesca, por intermédio da Emater-PB, Emepa, Embrapa/CNPFMF, da Universidade Federal da Paraíba, do Banco do Nordeste, do Sebrae, da Associação dos Produtores de Araçagi e região, da empresa Doce Mel e da Prefeitura Municipal de Araçagi.

Produção nacional – A produção de abacaxi colhida ano passado no País foi de 1.413.352.000 de frutos. Coube a Paraíba o primeiro lugar, com uma produção de 273.520.000 unidades, seguida do Estado do Pará, com pouco mais de 248 milhões, e Minas Gerais, com 222.199.000.  Em quarto lugar, a Bahia colheu mais de 139 milhões de abacaxis. São Paulo ficou na quinta colocação, com 92.300.000 de frutos colhidos. Esses cinco estados juntos produziram 69,04% da produção nacional.

Na Paraíba, 76% da produção de abacaxi está concentrada nos municípios de Itapororoca com 69 milhões de frutos colhidos em 2010, seguido de Santa Rita com 57 milhões, Araçagi, com 48 milhões, Pedras de Fogo, com 18 milhões e Lagoa de Dentro com 14 milhões de unidades.

O abacaxi é uma cultura cara e custa em média R$ 12 mil para se produzir um hectare. Por isso, a maioria dos produtores cultiva em regime de sequeiro entre um a cinco hectare. A área irrigada de abacaxi no Estado não ultrapassa 3%.