Fale Conosco

29 de abril de 2012

Patrulha Rural já reduz índice de criminalidade na região de Patos



A necessidade de qualificar e reforçar o aparato de segurança nas áreas fora das cidades, a Polícia Militar do Estado criou o Patrulhamento Rural Comunitário, cuja missão é dar tranquilidade aos moradores do campo.

Os primeiros resultados começaram a aparecer na zona rural de Patos e cidades próximas, onde todos os tipos de crime registraram redução após a implantação da Patrulha Rural, segundo o coronel Almeida Ross, comandante do Policiamento Regional II.

O Patrulhamento Rural Comunitário funciona como estágio para a implantação definitiva da Patrulha Rural Comunitária e tem por objetivo munir o policial de conhecimentos, técnicas e táticas de patrulhamento para atuação no ambiente rural.

Contando com cerca de 30 horas-aula, distribuídas entre as disciplinas de Doutrina de Patrulhamento Rural, Planejamento e Preparação de Patrulha, Habilidades de Campo, Técnicas e Táticas de Abordagem, Tiro Defensivo e Doutrina de Polícia Comunitária, o estágio se desenvolve em quatro dias.

Policiais militares de todos os batalhões de área do Estado – à exceção do 1º BPM, que não possui área rural em sua circunscrição – participarão do estágio.

Atualmente, 93 policiais já foram formados, dos quais 45 concluíram o estágio no dia 26 deste mês. Todos pertencem aos batalhões sediados no interior do Estado (do 2º ao 14º BPM).

Eles formarão a Patrulha Rural Comunitária que tem por finalidade servir como elo entre as comunidades da zona rural e a Polícia Militar. A missão é combater a violência nessa área, mas a patrulha também é treinada para interagir com o homem do campo, sendo seu referencial de cidadania.