Fale Conosco

15 de agosto de 2012

Patrulha Escolar evita invasão à instituição de ensino no bairro do Paratibe



O serviço de Linha Direta com a Patrulha Escolar Solidária tem aproximado a população da polícia e prevenido a ocorrência de violência em instituições de ensino. Na terça-feira (14), dois homens tentaram invadir a Escola Municipal José da Paixão, no bairro de Paratibe, em João Pessoa, mas desistiram da ação ao saber que uma guarnição da Patrulha Escolar já estava chegando ao local.

Segundo a comandante da Patrulha Escolar da área do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), subtenente Lígia Fernandes, a ação da polícia foi rápida e evitou qualquer conflito.

“Fomos acionados pelos responsáveis pela escola e controlamos a situação imediatamente. Com a comunidade sempre junto, o trabalho da patrulha tem sido ainda mais ágil e bem sucedido, dando tranquilidade à população”, enfatizou a subtenente, ao explicar que o 5º BPM atende 121 escolas e quatro universidades.

O contato da sociedade com a Linha Direta é feita através de dois números: 8632-6752 e 8632-6755. Diariamente, quatro guarnições do 5º BPM, por turno, fazem a segurança das instituições de ensino da área.

“Há cerca de dez dias, inclusive, tivemos uma reunião com todos os gestores dessas instituições para fortalecer a integração da patrulha com a sociedade. Na ocasião, o comando ouviu as solicitações dos gestores e repassou novamente os números do atendimento rápido da patrulha”, completou.

Linha Direta Solidária – Com o contato feito através da Linha Direta, a Patrulha chega à ocorrência antes mesmo do caso ser informado ao Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop). Após o atendimento da guarnição, os denunciantes são orientados a ligar para o 190 e abrir ficha para registrar a ocorrência.

Se não houvesse a intervenção direta da patrulha, o contato com o Ciop e a abertura da ficha de registro seria anterior ao envio da guarnição – o que diminuiria a agilidade da ação policial.