Fale Conosco

7 de maio de 2012

Paraibanos criam sistema de monitoração do fornecimento de água com uso da internet



Um grupo de empresários paraibanos está desenvolvendo um serviço integrado de gerência e operação remota de unidades de tratamento e fornecimento de água, com a utilização de sensores e internet. Trata-se do Projeto Mantra, da empresa Signove Tecnologia, fruto de convênio entre o Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa (Fapesq) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O desenvolvimento do novo serviço integra o Programa Pappe Integração, que está apoiando 11 projetos inovadores na Paraíba, envolvendo recursos de mais de R$ 2 milhões.

A Signove foi contemplada com financiamento para dois projetos de pesquisa nas áreas de automação industrial, serviços de prevenção e manutenção, com recursos na ordem de R$ 180 mil. É uma das 10 empresas do Pappe Integração que tiveram suas propostas de desenvolvimento de pesquisas aprovadas no edital para apoio à pesquisa, desenvolvimento e inovação em microempresas e empresas de pequeno porte, na modalidade subvenção econômica, lançado pela Finep e a Fapesq-PB.

Aplicação – A descentralização do tratamento da água traz novos desafios de gerenciamento dos processos e sistemas envolvidos, sendo necessário o conhecimento sobre as possíveis fontes de água e o perfil de consumo, atual e futuro, para escolher e adequar uma das técnicas de tratamento. Do ponto de vista de instalação e manutenção nas estações de tratamento, uma das preocupações é com o desperdício de água, otimização do consumo de recursos e aproveitamento da energia.

O Mantra é um sistema integrado de gerenciamento remoto de unidade de tratamento de água que resolve esses problemas. O sistema é capaz de tomar decisões localmente. Além disso, o sistema monitora diversas condições e repassa essas leituras a uma estação central de monitoramento, que cuida de outras estações remotas em qualquer lugar do mundo.

O processo integrado garante a visão global do sistema, a rapidez na tomada de decisões e a execução das tarefas, mitigando os riscos e maximizando a vida útil dos equipamentos, evitando desperdícios.

O serviço permite um aumento do controle da qualidade e manutenção em centrais de fornecimento e tratamento de água, o que representa menos interrupção de fornecimento e maior qualidade de água potável em áreas distantes em todo o país. A empresa prevê com esse projeto redução significativa do desperdício de água potável e manutenção da qualidade de água potável e de seus mananciais.

O sistema permite uma gestão dos diversos recursos materiais e humanos, promovendo um acompanhamento contínuo do estado em que se encontram todas as estações de tratamento de água, de forma a realizar manutenção preditiva, preventiva e corretiva, além de semi-automação da operação.

A estação de tratamento é continuamente monitorada por diversos tipos de sensores ligados a um equipamento de hardware M2M (machine-to-machine) de propósito específico, denominado Mantra Remoto, que possui um conjunto de regras de supervisão dos dados lidos pelos sensores. Quando há uma ocorrência as alterações são realizadas automaticamente pelo sistema. Os dados são repassados para um servidor central na internet, onde são armazenados para consulta gerencial que pode ser acessada de qualquer lugar do mundo.