João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba vacina mais de 295 mil e prepara ‘Dia D’ contra a gripe

sexta-feira, 9 de abril de 2010 - 17:04 - Fotos: 

A Paraíba vacinou mais de 295 mil pessoas contra a influenza pandêmica A, até esta sexta-feira (9). A Secretaria de Estado da Saúde (SES) estima que 1.750.172 paraibanos deverão ser imunizados contra o vírus H1N1, até 21 de maio. O Ministério da Saúde agendou para este sábado (10) o ‘Dia D’ nacional, que deve envolver ações em vários municípios da Paraíba. Para reforçar a campanha, o Governo do Estado programou o ‘Dia D contra a gripe’, que será realizado na data da abertura da Campanha Nacional de Vacinação do Idoso: 24 de abril. Naquele dia, 1.540 postos serão disponibilizados para vacinar idosos contra a gripe sazonal (comum) e também imunizar contra a gripe A todas as outras faixas etárias que fazem parte dos grupos prioritários.

“O Ministério da Saúde agendou o ‘Dia D’ deste sábado, deixando municípios e Estados livres para definirem suas programações. Todos os anos, o Estado realiza o ‘Dia D’ na abertura da campanha de vacinação do idoso e, este ano, decidimos estender a vacinação neste dia para todos os grupos prioritários da campanha contra a influenza A.

As pessoas poderão aproveitar os postos fixos e volantes do Estado para receber outras vacinas, como DT (difteria e tétano) e pneumocócica (pessoas que estão em casas de repouso, asilos ou hospitalizadas) e as vacinas contra a gripe comum (para idosos) e contra a influenza A para todos os grupos prioritários”, explicou Walter Albuquerque, coordenador de Imunização da SES.

Idosos – A Campanha Nacional do Idoso acontecerá entre os dias 24 de abril e 21 de maio e o público-alvo são 410.140 pessoas com 60 anos ou mais. Walter Albuquerque lembra que todos devem levar o cartão de vacinação para atualização. Não podem tomar a vacina pessoas com alergia grave ao ovo de galinha.

“A gripe, de uma forma geral, é uma doença infecciosa, causada pelo vírus da influenza. Os surtos e epidemias de gripes são mais comuns entre os meses de maio e setembro e o meio mais eficaz de evitar suas complicações é a vacinação. Os idosos são os maiores alvos de complicações da doença, como pneumonias, exarcebação de doenças pulmonares ou cardíacas crônicas, e de óbitos”, destacou.

Segundo dados parciais da SES, nos últimos cinco anos, 2.028 pessoas morreram com influenza e pneumonias no Estado, uma média de 405 óbitos por ano, mais de um a cada dia. A Vigilância Epidemiológica da SES registrou 26 casos de influenza A (H1N1) na Paraíba, desde o surgimento do vírus pandêmico em abril do ano passado, e desses casos quatro foram a óbito.

Meta – O Ministério da Saúde adquiriu 113 milhões de doses para vacinar 91 milhões de pessoas contra gripe pandêmica e a meta é imunizar pelo menos 80% desse público-alvo, que estão distribuídos em grupos prioritários: profissionais de saúde; índios; gestantes; crianças de 6 meses a 2 anos; doentes crônicos, incluindo os idosos, e jovens e adultos entre 20 e 39 anos.

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB