João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba ultrapassa a meta de vacinação contra a pólio

quarta-feira, 6 de julho de 2011 - 12:28 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

A Paraíba ultrapassou a meta proposta pelo Ministério da Saúde para a primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite. O Estado atingiu, até o final da manhã desta quarta-feira (6), 95,21% do total geral de crianças vacinadas com idade de zero a menores de 5 anos, chegando 281.038.

O Ministério da Saúde estabelece que 95% das crianças sejam imunizadas em cada Estado contra a pólio. Na Paraíba, este percentual representa 280.430 crianças. O número total (100%) de crianças com idade de zero a menores de cinco anos na Paraíba é de 295.190.  Os dados atualizados, com os números e porcentagens, constam no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

Quem ainda não tomou a dose – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) continua chamando a atenção dos pais ou responsáveis para levarem os seus filhos que ainda não foram vacinados ao posto de saúde mais próximo, para tomarem as duas gotinhas contra a paralisia infantil.

De acordo com a Coordenadora de Imunização da SES-PB, Missania Moreira, é importante lembrar que a Campanha de Vacinação contra a pólio se estende até o próximo dia 22.

“Atingimos a meta do Ministério da Saúde (95%), porém, os pais que ainda não vacinaram seus filhos menores de cinco anos devem levá-los ao posto de saúde mais próximo para tomar a dose. O nosso trabalho é procurar imunizar contra a pólio o maior número de crianças possível nessa faixa etária (zero a menores de 5 anos)”, destacou Missânia.

Paralisia infantil – A paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança não morre quando é infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada e transmitida por um vírus (o poliovírus) e a infecção se dá principalmente por via oral.

Último caso– No Brasil o último caso de pólio foi registrado no ano de 1989, na cidade de Sousa, interior da Paraíba. Atualmente, segundo o Ministério da Saúde o poliovírus, causador da doença, circula na Índia, Nigéria, Paquistão, Egito, Niger, Afeganistão e Somália. Além dessas áreas, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a Angola, Bangladesh, Etiópia, República Democrática do Congo, Sudão e Nepal como regiões com alto risco de reintrodução da poliomielite.