João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba tem estádios no padrão Fifa e nova Vila Olímpica

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 - 10:39 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

Investimentos profissionalizam estrutura esportiva

Fundados em 1975, os estádios Almeidão, em João Pessoa, e o Amigão, em Campina Grande, jamais haviam passado por reformas estruturantes. Desde 2013, entretanto, as principais praças esportivas que sediam partidas do futebol profissional na Paraíba recebem investimento de R$ 40 milhões aplicado em reformas que incluem construção estacionamento, pista de caminhada, quadras poliesportivas, pista de skate, ciclovias e campos de futebol society (parte externa) e recuperação de banheiros, bares, instalações elétricas e hidráulicas.

A implantação de elevadores nos dois estádios facilitará o acesso da entrada até as cabines de imprensa. “Essa é uma reivindicação antiga, pois desde que os estádios foram fundados esperamos por esses elevadores. Agora o Governo do Estado se sensibilizou com o trabalho dos cronistas esportivos anunciando a aquisição dos equipamentos para Almeidão e Amigão”, disse Ivan Bezerra, que atua na crônica esportiva há 50 anos.

O gerente operacional do estádio Amigão, Ascânio Pacelli, destacou a cobrança dos torcedores por melhorias no estádio. “Ninguém imagina o quanto o torcedor está satisfeito com as obras do Amigão, pois do lado externo quando estava chovendo acumulava muita lama e na época de sol, havia uma poeira que incomodava bastante. Depois da pavimentação, tudo isso vai acabar e quem ganha com isso é o torcedor”, frisou.

Para Haroldo Navarro, que dirige o Almeidão, nunca o estádio passou por uma reforma dessa dimensão. “Conheço a história do Almeidão desde que foi colocada a primeira pedra na sua construção e jamais houve tanto investimento para que o torcedor pudesse ter mais conforto quando for assistir as partidas do seu clube. Essa reforma vai marcar a história do futebol de João Pessoa e da Paraíba”, afirmou Navarro.

O Almeidão começou a ganhar “cara nova” já no primeiro semestre de 2013 quando, no clássico entre Botafogo e Auto Esporte, o novo gramado foi inaugurado. Segundo informações do gerente do estádio, a outra grama que era inapropriada ao futebol profissional foi retirada para dar lugar à grama tipo bermuda, que atende aos padrões da Fifa. O investimento foi R$ 1 milhão.

Repercussão – Os dirigentes dos times estão vibrando com a iniciativa do Governo em modernizar os estádios. “O novo gramado do Almeidão é de primeiro mundo. Nós que fazemos o futebol vemos o quanto está sendo importante toda a reestruturação nesse estádio, por isso nós dirigentes e a torcida estamos vibrando com a iniciativa”, destacou o presidente do Auto Esporte, Manoel Demócrito.

Para o presidente do Botafogo, Nelson Lira, o Governo do Estado se preocupou com o engrandecimento do futebol na caminhada do time para a conquista do Campeonato Brasileiro. “O Governo do Estado teve sua parcela de contribuição na grande conquista da série D, pois se não tivéssemos o Almeidão com um gramado excelente seria muito mais difícil. Houve ainda o esforço para que, mesmo em reforma, o estádio pudesse até garantir a presença em massa do nosso torcedor que deu um show nas arquibancadas”, frisou Nelson.

Outros estádios – Os investimentos também chegarão ao estádio Perpetão, em Cajazeiras, em cuja ampliação serão gastos cerca de R$ 3 milhões. Em Sousa, o Estádio Marizão, mesmo sendo municipal, ganhará novo lance de arquibancada com recursos do Governo do Estado.

O secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Tibério Limeira, acha que o futebol paraibano vive bom momento e acredita que irá melhorar com as praças esportivas reformadas e ampliadas. “2013 foi muito proveitoso para a Paraíba, pois o Campinense conseguiu o título de campeão do Nordeste e o Botafogo, o de campeão brasileiro. Além disso, as reformas nos principais estádios da Paraíba estão movimentando os torcedores e ainda no primeiro semestre de 2014 as obras estarão prontas”, previu Tibério.

Vila Olímpica – Abrigando 25 modalidades esportivas, a Vila Olímpica Ronaldo Marinho, antigo Dede, se transformará num dos maiores e mais completos complexos esportivos do Brasil. Com uma área de 65 mil metros quadrados, o Dede, construído na década de 60, vai ganhar um novo campo de futebol profissional, novo minicampo, novos vestiários, nova sede administrativa, sala de dança, três novos ginásios poliesportivos e ainda um ginásio para a prática do para-desporto, além de ampliação do parque aquático com a construção de uma piscina exclusiva para o nado sincronizado.

O novo campo de futebol terá da mesma grama implantada no estádio Almeidão, o que deixará mais abrilhantado o local onde Pelé fez o gol de número 999, em 1969, quando o Dede era chamado de Estádio Olímpico. Ao todo, o investimento terá R$ 18 milhões e a vila estará disponível para todas as faixas etárias que em idade de praticar algum tipo de modalidade esportiva.

O presidente da Federação de Desportos Aquáticos da Paraíba, Antônio Meira, se mostrou empolgado com a revitalização do complexo: “Da Vila Olímpica já saíram muitos campeões e com essa reforma e reestruturação, aí é que vai se tornar um verdadeiro celeiro de novos talentos. Essa reforma representa o erguimento por completo do esporte paraibano, pois todas as faixas etárias frequentam o espaço”, disse Meira.