João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba supera meta e vacina mais de 544 mil pessoas contra a gripe

terça-feira, 14 de maio de 2013 - 11:56 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

A Paraíba ultrapassou a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para a Campanha de Vacinação contra a Influenza deste ano. O Estado atingiu, até o domingo (12), 81,09% do total das pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, chegando assim ao número de 544.036 imunizados. No nordeste, além da Paraíba, só os estados de Alagoas e Maranhão conseguiram passar de 80% de cobertura.

Segundo a chefe do Núcleo de Imunização, Isiane Queiroga, os números de pessoas imunizadas são ainda maiores. “Muitos municípios ainda não terminaram de digitar os números. Precisamos esperar que os municípios atualizem os dados no sistema, mas eu posso dizer que, com certeza, esse número é bem maior”, adiantou.

De acordo com o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), até o dia 12 de maio foram imunizadas 71.984 crianças de seis meses a menores de dois anos (81,65%), 58.264 trabalhadores de saúde (93,76%), 33.811 gestantes (76,70%), 6.910 puérperas até 45 dias após o parto (95,40%), 12.079 indígenas (96,40%) e 360.988 idosos com mais de 60 anos (79,04%). Segundo a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares, a vacinação vai continuar em alguns municípios. “O que foi preconizado pelo Ministério da Saúde é que os municípios que não atingiram a meta continuem vacinando os grupos prioritários até o dia 29 de maio”.

A abertura oficial da Campanha de Vacinação para a população em geral foi realizada no dia 20 de abril, na Praça Rio Branco, em João Pessoa, mas no dia 15 de abril, a campanha voltada para a população indígena teve início na Baía da Traição. A Campanha de Vacinação contra a Influenza tem como tema: “Quem lembra da vacina se protege da gripe”. A vacina tem imunidade curta, de nove a doze meses. Depois de vacinadas, as pessoas estarão protegidas a partir dos 15 dias. Quem foi vacinado no ano passado precisa repetir a dose. Feita com o vírus inativado, a vacina é segura. A única contraindicação é para pessoas que têm alergia à proteína do ovo.